Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 21 de agosto de 2016

EM PERNAMBUCO HOMEM MATA A PRÓPRIA COMPANHEIRA APÓS DISCUSSÃO

Na manhã deste último sábado (20) uma briga de casal acabou em tragédia no Sítio Tingui na zona rural do município de Terezinha (258 km de Recife). De acordo com a Polícia Militar, a vítima identificada como Cleide Teixeira de Araújo de 45 anos teria discutido com o companheiro José Carlos Leite de Araújo de 49 anos quando acabou sendo atingida por várias pauladas na cabeça. Segundo informações, o acusado desferiuvários golpes na companheira que caiu no chão e não resistiu aos ferimentos vindo a morrer no local do crime. Relatos de populares informaram que a filha do casal presenciou o crime e também foi atingida por uma paulada. Ela foi encaminhada ao Hospital Regional Dom Moura onde foi medicada e já recebeu alta. Após o crime José Carlos fugiu do local tomando rumo até então ignorado. O corpo da mulher foi recolhido e encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) em Caruaru. O caso foi registrado na delegacia de Polícia Civil que trabalha na tentativa de localizar o autor do homicídio.
Repórter Cidades / Plantão Policial: Jerry Mesquita

Subtenente da PM é preso suspeito de matar e estuprar vendedora


Janaina Santos desapareceu no dia 28 de julho de 2016, em Sete Barras (Foto: Reprodução / Facebook)


O homem suspeito de matar a jovem Janaina Santos, de 28 anos, foi identificado e preso na tarde do último sábado (20), em Registro, na região do Vale do Ribeira, no interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, Ivo Ferreira de Oliveira, de 49 anos, é subtenente da PM na cidade e será indiciado por homicídio e estupro qualificado. Ele foi encaminhado para o Presídio Militar Romão Gomes, na capital paulista.

Janaína era vendedora, morava em Sete Barras e desapareceu em Registro, onde trabalhava. No dia do desaparecimento, imagens de câmeras de monitoramento de uma loja próxima onde a jovem trabalhava mostraram a mulher passando e um carro a seguindo. Depois, ela entra no veículo e desaparece.

Dias após o sumiço, a bolsa de Janaína foi localizada embaixo da Ponte do Itopamirim, que fica próximo à divisa entre Sete Barras e Registro. O corpo da jovem foi encontrado no bairro Mamparra, na cidade de Sete Barras.

O suspeito de cometer o crime é Ivo Ferreira de Oliveira, de 49 anos. Ele é subtenente da Polícia Militar e, assim como a vítima, morava em Sete Barras e trabalhava em Registro. Por isso, a polícia acredita que ele e a jovem já se conheciam. O delegado responsável pelo caso, Marcelo Freitas, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), afirmou que o criminoso foi identificado após um trabalho de perícia e investigações.

“Já tínhamos informações de que ele era o autor do crime. Neste sábado, ele foi chamado para prestar depoimento e acabou caindo em contradição. Depois confessou o crime, mas ainda não deu detalhes sobre a sua versão do caso”, explica o delegado.

Freitas acrescentou também que a roupa usada pelo suspeito no dia do crime e o carro do policial militar foram apreendidos. Além disso, os investigadores encontraram manchas de sangue dentro do veículo usado para seguir a vítima. “Ele tentou disfarçar e mudou as rodas do carro, mas a investigação foi rápida e, como planejado, resolvemos o caso em menos de 30 dias”, ressalta.

O delegado responsável pelo caso afirmou que o corpo da jovem tinha sinais de violência e ferimentos, mas como estava em estado de putrefação, a polícia aguardo o laudo para confirmar a causa da morte. Freitas contou ainda que durante todo o depoimento, o suspeito se mostrou frio e não demonstrou nenhuma reação, mesmo quando foi declarada a prisão temporária.

G1

Acre sofre a 5ª noite seguida de ataques


Operação Integrada realizou abordagens durante a madrugada deste domingo (21) (Foto: Diego Gurgel/Secom-AC)


A Secretaria de Segurança Pública (Sesp-AC) registrou apenas duas ocorrências, entre a noite do sábado (20) e a madrugada deste domingo (21), na quinta noite de ataques em represália à morte de um homem durante troca de tiros com a Polícia Militar (PM). Conforme o órgão, os dois casos ocorreram em Rio Branco, capital do estado.

Os dados foram contabilizados por meio do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp). Uma das ocorrências, segundo a Sesp-AC, foi o registro de uma tentativa de incêndio no antigo prédio da Superintendência da Polícia Federal (PF), na Rua Floriano Peixoto, no Centro.

Outro registro, de acordo com o levantamento, foi a apreensão de um menor - cuja idade não foi divulgada - com uma arma de fogo no Segundo Distrito da capital acreana. A Segurança afirmou que o adolescente é suspeito de tentar invadir a casa de um policial.

Na primeira noite de ataques, terça-feira (16), foram contabilizadas nove ocorrências em Rio Branco. No segundo dia, quarta-feira (17), 16 atentados foram apontados pela polícia na capital e em municípios. Já na quinta-feira (18), terceira noite, a polícia informou uma redução nas ocorrências, somente quatro.

A quarta noite de ataques, entre a sexta-feira (19) e a madrugada do sábado (20), os registros voltaram a subir, com 12 ocorrências em três cidades acreanas - Xapuri, Sena Madureira e também em Rio Branco.

G1