Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Terremoto na Itália provoca pelo menos 21 mortes


“Um forte terremoto foi registrado na madrugada desta quarta-feira (24) no centro da Itália, provocando danos severos em algumas regiões e vários mortos. Segundo a agência “Ansa”, já foram confirmadas pelo menos 21 mortes, sendo 11 na região de Lazio e 10 em Marcas. Contudo, muitas pessoas ainda estão debaixo de escombros, e o balanço de vítimas deve se agravar nas próximas horas. Em sua audiência geral desta quarta (24), o papa Francisco exprimiu sua “grande dor” pelo terremoto que “devastou zonas inteiras e deixou mortos e feridos” no país. O serviço geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) informou que o tremor teve magnitude 6,2, e segundo a rede de televisão “Rainews 24″, o epicentro foi situado entre as cidades de Perugia e Rieti, a pouco mais de 150 km a nordeste de Roma. A profundidade do terremoto, ocorrido precisamente às 3h36 (22h36 de Brasília), foi de apenas 10 km, o que representa um alto potencial de causar grandes danos e vítimas, segundo o USGS. O serviço geológico já registrou algumas réplicas, uma delas de magnitude 5,5, e informou que os tremores devem continuar por pelo menos mais alguns dias. Nas províncias de Ascoli Piceno, Fermo e Macerata, na região de Marcas, e em Nórcia, na região de Úmbria, o tremor causou colapsos em edifícios e há pessoas feridas que foram socorridas pelo serviço de emergência.” (Com Portal Uol/Foto – Remo Casilli, da Reuters) Via Eliomar de Lima

Camilo Santana dará posse na segunda-feira a concursados na Polícia Civil



O governador Camilo Santana inicia na segunda-feira (29) o processo de posse dos nomeados no último concurso da Polícia Civil. Dos 703 aprovados que concluíram o curso de formação na Academia Estadual de Segurança Pública, 255 serão empossados na manhã da segunda-feira, no Centro de Eventos, no bairro Edson Queiroz. São 65 delegados, 105 escrivães e 85 inspetores, que de imediato assumirão suas funções. Uma outra parte dos aprovados será convocada em outubro, enquanto os demais serão empossados até abril do próximo ano. As nomeações, de acordo com o Governo do Estado, representam um aumento de 30% do efetivo da Polícia Civil, o que possibilitará a instalação de novas delegacias 24 horas, principalmente no Interior. Fonte:Eliomar de Lima

Rio de janeiro registrou 17 homicídios nos 16 dias de jogos olímpicos. No mesmo período, Fortaleza contabilizou 59

adolescente assassinado 5
Número de assassinatos em Fortaleza é mais que o triplo do que acontece na cidade do Rio
O jornal carioca Extra  divulgou, ontem (23), o resultado de um levantamento que apontou o registro de 17 homicídios na cidade do Rio de Janeiro entre os dias 5 e 21 de agosto, quando aconteceram os jogos olímpicos Rio-2016. Neste período, outras 18 pessoas foram baleadas e, entre as vítimas, estão 15 policiais, sendo quatro mortos e 11 feridos. Já em Fortaleza, no mesmo intervalo de 16 dias, nada menos, que 59 pessoas foram assassinadas.
O índice de homicídios na Capital cearense no período analisado, portanto, é mais que o triplo do que aconteceu na sede das Olimpíadas 2016. E com um agravante: enquanto Fortaleza possui uma população estimada em 2,4 milhões habitantes (dados do IBGE de 2010), a do Rio é de 6,3 milhões, que foram acrescidos de mais 1,7 milhão de turistas brasileiros e estrangeiros.
Enquanto na cidade do Rio os tiroteios que causaram as 17 mortes se restringiram a áreas críticas onde ocorrem  constantes embates entre as forças policiais e traficantes de morros e comunidades periféricas;  em Fortaleza, os 59 assassinatos aconteceram em praticamente toda a cidade, com registros nas seis Áreas Integradas de Segurança (AIS).
Mesmo contando com o aparato das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança, além de reforços das  polícias Federal (PF) e Rodoviárias Federal (PRF), o Rio não conseguiu frear o ímpeto dos traficantes em áreas consideradas “pacificadas”. Tiroteios ocorreram embora que bem longe dos setores onde foram instalados os centros de competições.
Na Capital cearense, a matança desenfreada não aconteceu por conta de nenhum evento extraordinário que mudasse a rotina da cidade. Não. Os 59 assassinatos fazem parte da rotina diária da violência da Capital mais sangrenta do País.
Postos os números, não há o que se discutir ou duvidar quanto à constatação de que o plano de  Segurança Pública para a cidade fracassou. Não consegue reduzir a criminalidade. 
Com o fim da “trégua” que havia sido celebrada - e ostensivamente comemorada – entre as facções criminosas em diversos bairros, Fortaleza volta a registrar  as altíssimas taxas de homicídios dos últimos seis anos, que a fizeram ser a Capital mais violenta do mundo. . Fonte: Blog Fernando Ribeiro