Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Agricultor quase era linchado em Juazeiro por acusação de estupro contra criança de 8 anos -




Esperdião quase era linchado por populares sob acusação de estupro. (Foto: Reprodução/Whatsapp)


O agricultor Antonio Esperdião Cabral, de 60 anos, quase era linchado por populares às 11 horas desta segunda-feira após ser flagrado estuprando uma criança de 8 anos. O fato aconteceu na Rua Raimundo Cabral Linard perto de um campo de futebol entre os bairros São José e Antonio Vieira em Juazeiro do Norte. Ele tinha amordaçado e amarrado a vítima a qual levou para um matagal, a fim de praticar o estupro.

De acordo com testemunhas, Esperdião tirou a roupa da criança e estava beijando e fazendo carícias quando dois rapazes partiram com o objetivo de socorrer a menor. Daí começou uma sessão de espancamentos já com o apoio de mais populares, enquanto outros tiravam a mordaça da criança. O acusado é natural de Jucás, mas reside na Rua Francisco Monteiro no bairro Triângulo em Juazeiro.

A polícia foi avisada e uma patrulha do Ronda Tático de Apoio (RTA) com o Sargento César, o Cabo Dantas e o Soldado Melo esteve no local impedindo o linchamento ao resgatar Esperdião. Somente na 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil o mesmo recebeu atendimento dos profissionais de saúde do SAMU. A polícia soube que o mesmo costuma peregrinar nas ruas daqueles bairros oferecendo serviços de podagem de árvores. Na hora dos espancamentos ele estava com um facão e uma tesoura usados na atividade.
Fonte: .miseria.com.br

Trigêmeas são tão idênticas que moram, se exercitam, comem e trabalham juntas


Jogo dos 7 Erros: consegue ver diferenças entre as três? (Foto: Reprodução/News Dog TV)


Para as irmãs irlandesas Laura, Nicola e Alison Crimmins, de 29 anos, não basta ser trigêmeas. As três modelos têm de fazer tudo rigorosamente igual.

As três fazem academia, cortam o cabelo, comem e trabalham juntas. O nível de afinidade é tamanho que até a comida que as irmãs consomem é igual.

"De manhã nós corremos juntas e depois comemos mingau de aveia de café da manhã. No almoço, vamos ao mesmo restaurante e pedimos uma salada. E, no jantar, comemos frango grelhado com uma batata", afirmou Alison em entrevista ao News Dog Media.

Mesmo quando saem da dieta de modelo, elas comem a mesma coisa. No caso, pizza. Até os tratamentos de beleza que as três fazem são iguais.

"Nós usamos sempre os mesmos produtos de beleza e fazemos tratamentos juntas. Também marcamos a mesma cabeleireira ao mesmo tempo para sempre estarmos iguais", contou Nicola.

Nos raros momentos em que não estão juntas, as irmãs Crimmins conversam pelo WhatsApp. Como são fisicamente iguais, as trigêmeas também costumam conseguir trabalhos juntas, o que não é um problema para elas.

"Eu amo trabalhar com minhas irmãs. Me sinto grata que estamos sempre juntas", disse Nicola.

As três só não contaram como fazem para namorar. Será que elas só se apaixonam por trigêmeos idênticos para ficar tudo igual?

UOL