Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 27 de agosto de 2016

Vovó é acusada matar, desmembrar e comer pessoas


Os policiais encontraram na casa de Tamara um diário com os crimes.
Uma senhora chama de Tamara Samsonova é responsável por matar pelo menos 10 pessoas em São Petersburgo. Ela também desmembrava as vítimas e depois as comia.

Tamara só foi descoberta após gravações de uma câmera de vigilância da rua onde morava, mostrarem ela carregando um saco plástico com partes de corpo embrulhadas em saco plástico e a cabeça dentro de uma bacia.

Quando foi interrogada pela polícia, a senhora não negou os crimes e disse ser canibal. Os policiais encontraram na casa de Tamara, um diário onde ela contava em detalhes os seus crimes, descrevendo até como comia as vítimas.

No diário, a mulher também confessou o homicídio de outro inquilino, de 44 anos, que morava em sua casa. A polícia também encontrou livros de magia negra, facas, serrotes e sangue no banheiro da residência. Tamara foi presa em julho de 2015, condenada à prisão perpétua e diagnosticada com esquizofrenia paranoica.

Fonte: Mega Curioso

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Inconformado com fim de relacionamento, homem mata ex e sogra em Minas Gerais

Foto: Reprodução / R7
Na tentativa de salvar filha, mãe levou um tiro na cabeça
Uma adolescente, de 16 anos, e a mãe dela foram mortas, dentro de casa, a tiros, na cidade de Pouso Alegre, no sul de Minas. O autor do crime foi o ex-companheiro da jovem, que estava inconformado com o término do relacionamento.

Segundo testemunhas, não era a primeira vez que Elias de Souza, de 33 anos, tentava reatar o relacionamento com Hellen Aparecida do Nascimento, de 16 anos. O homem foi até a casa da jovem e foi recebido pela ex-sogra Jurema Aparecida do Nascimento, de 43 anos.

A mulher conversou com Elias, em frente a casa da família, para tentar acalmá-lo. Ela pediu que ele não fizesse nada de errado, mas não adiantou. O homem invadiu a residência e apontou uma arma para ex-companheira que estava na sala. Na tentativa de proteger a filha, Jurema entrou na frente e foi baleada na cabeça.

No cômodo, também estavam os filhos do casal brigado e a irmã mais nova de Hellen, de oito anos. A irmã da vítima correu com os sobrinhos para a casa de uma vizinha. Depois disso, Elias fez um disparo contra Hellen e, em seguida, tirou a própria vida.

O relacionamento de Hellen e Elias durou quatro anos. O casal, que teve dois filhos, terminou e voltou por várias vezes. Desde o início da relação dos dois até o dia do crime, teriam sido cerca de 10 registros policiais envolvendo o casal e parentes de Hellen.

De acordo Antônio de Paula do Nascimento, pai de Hellen e marido de Jurema, Elias era casado com outra mulher e estaria ameaçando a jovem com frequência.

— Nos finais de semana ele bebia e vinha aqui em casa para ameaçá-la. Ele dizia que era divorciado, mas ele era casado.

Fonte: R7

Professora de inglês leva estudante de 14 anos para motel e dá aula de educação sexual

Foto: Reprodução / Internet
A professora levou o estudante para um motel da cidade, e acabou denunciada à polícia
A professora de inglês Yaira Cotto Flores, de 26 anos, causou escândalo na cidade de San Lorenbzo, leste de Porto Rico. Yaira foi presa, acusada de fazer sexo com um de seus alunos, de 14 anos — o que é considerado crime de estupro no país, mesmo que o sexo tenha sido consensual.

A professora levou o estudante para um motel da cidade, e acabou denunciada à polícia. Segundo o aluno, que ganhou, após a ida ao motel, um presente da "tia" — um creme contra espinhas —, ela o ensinou "até a colocar camisinha", entre outras coisas na cama.

Yaira conheceu o adolescente no início do ano letivo na escola pública onde ela lecionava. No último dia 1º de março, disse ao garoto que estaria de folga e avisou que o aluno poderia faltar na escola. Não levaria advertência por isso, afirmou ela.

Veja também!

A professora combinou de se encontrar com o menino. Levou-o para almoçar num restaurante dentro de seu Kia cinza. Depois do restaurante, os dois seguiram para um motel na cidade no meio da tarde. Preço da diária: R$ 80.


Os dois fizeram sexo. Como o aluno contaria depois à polícia, foi a primeira vez que ele transou na vida. "Ela me ensinou a colocar camisinha", disse ele, reforçando que o sexo foi consensual.

A professora, que nesta foto de um jornal de Porto Rico aparece com os olhos tampados, ainda presenteou o garoto com um creme contra espinhas e um relógio.

Fotos: Reprodução

Ele contou sobre a aventura a amigos. Os pais não gostaram da história e, no dia 16 de março, denunciaram a professora à polícia. Veronica Borrero, chefe local do departamento de educação, disse que não há queixas desse tipo contra a professora, que permanece presa e deve ser julgada em breve. Pode pegar mais de dez anos de detenção e até prisão perpétua Tem mais professoras metidas em maus lençóis com a Justiça.

Fonte: Hora 7 / R7