Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Polícia derruba barricadas de concreto, invade Favela do Gueto e apreende fuzis e drogas

Gueto 2
Fuzil e drogas encontrados durante o cerco na favela do Gueto, na Barra do Ceará
Quinta-Feira 18.8.2016 C 008Quinta-Feira 18.8.2016 C 010
Armas e drogas estavam foram encaminhadas pela PM ao 7º DP 
Após uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar na Favela do Gueto, na Barra do Ceará, na zona Oeste de Fortaleza – um dos principais redutos do tráfico na Capital cearense – as autoridades agora tentam identificar e prender os bandidos responsáveis pelas drogas e armas de grosso calibre  encontradas e apreendidas no local.
A operação foi desencadeada pelo Comando da Área Integrada de Segurança Um (AIS-1), após um levantamento sigiloso feito pelo serviço Reservado da PM e pela Polícia Civil. Numa das casas da comunidade, a Polícia localizou, além de muitas drogas, um fuzil de calibre 5.56 com muita munição nova. Vários tijolos de maconha foram também encontrados, assim como coletes à prova de balas.
Desde 2013, a Favela do Gueto passou a ser citada  sistematicamente como um dos principais pontos de venda de drogas de Fortaleza. O homem que comandava o esquema criminoso acabou preso em julho daquele ano e, recentemente, foi transferido do Sistema Penitenciário do Ceará para a penitenciária federal de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná, após liderar a mega rebelião nos presídios da Grande Fortaleza, em maio último, por ordem das facções criminosas PCC (primeiro Comando da Capital) e CV (Comando Vermelho).
Trata-se do traficante de drogas Márcio Gledson da Silva, o “Márcio do Gueto”. Mesmo após a prisão dele, o tráfico de drogas na favela continuou intenso, tornando-se um verdadeiro desafio para s autoridades da Segurança Pública do Ceará.
Barricadas
Além das armas e drogas apreendidas, as forças policiais se depararam com barricadas de concreto fincadas nas duas entradas da favela (pelas avenidas Francisco Sá e Robert Kennedy). Os bandidos utilizam este artifício para impedir ou retardar a entrada da Polícia no local.  Foi necessário que a PM requisitasse a ajuda da Prefeitura de Fortaleza para remover os obstáculos.
Além de comandar o tráfico na região, bandidos do Gueto e de outras comunidades do mesmo bairro, como o Morro de São Tiago, também são os responsáveis – segundo as autoridades policiais – por ordenar assassinatos no bairro. Entre os anos de 2012 e 2014, mais de 100 pessoas foram executadas naquela parte da cidade por ordem dos traficantes.
Segundo informações dos setores de Inteligência, hoje, os traficantes da Barra do Ceará se aliaram a criminosos vindos dos estados do Rio de Janeiro e São Paulo e que aqui estabeleceram “filiais” do PCC e do CV e ordenaram uma falsa pacificação nos redutos do tráfico para afastar a Polícia dali. 

blogdofernandoribeiro.com.br

Cléo Pires lambe boca de cachorro e é detonada no Instagram


Cléo Pires lambe boca de cachorro e é detonada no Instagram (Foto: Reprodução/ Instagram)

Nessa quarta-feira (17), Cleo Pires deu o que falar nas redes sociais após postar um foto com seu cachorrinho no Instagram.

A morena publicou na rede social uma foto em que aparece recebendo uma lambida de seu cachorro e dividiu opiniões sobre a imagem.

Os seguidores de Cleo, não perdoaram e dispararam : Queria ser ele! Que bichinho sortudo” ou “Linda! A galera curte criticar né, qual o problema?!”, mas houve quem reclamasse de “porquice” também.

“Nem preciso dizer onde estava a boca desse cachorro né”, disse um. “Isso é porquice, não é porque é cachorro de rico que não tem uma boca cheia de bactérias”, comentou outra.

“Esta foi fora, o cão nem escovou os dentes”, “Eco!!” e “Credo!!!!!” foram outros comentários.

"Eu não sei vocês, mas eu já tive um cachorro que lambia todas as partes do seu corpo e até barata e lagartixa o bicho comia…", foram alguns dos comentários.

Notícias ao Minuto


SuperPop registra boa audiência com jovem que acusa Feliciano de estupro


Luciana iniciou a entrevista questionando Patrícia a respeito de quando ela havia conhecido Marco Feliciano (Foto: Divulgação)

Na última quarta-feira (17) a apresentadora Luciana Gimenez recebeu ao vivo, no SuperPop, a estudante de jornalismo Patrícia Lélis para falar sobre a polêmica que envolve o deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP). A ex-militante do PSC jovem acusa o pastor de tentativa de estupro e diz que membros do partido a ameaçaram e a mantiveram em cárcere privado. Com a entrevista exclusiva, a atração registrou audiência média de 2,5 pontos, picos de 3,6 e share de 4,6%, garantindo à RedeTV! o quarto lugar isolado entre os canais abertos durante toda exibição, aproximando-se também por diversos momentos do terceiro lugar no ranking.

Luciana iniciou a entrevista questionando Patrícia a respeito de quando ela havia conhecido Marco Feliciano e a jovem detalhou os primeiros contatos que tiveram, explicando que participava de encontros com a militância jovem do partido do deputado, o PSC.

Segundo a jovem, em 15 de junho ela foi convocada para uma reunião no apartamento funcional de Feliciano, mas ao chegar notou que estava sozinha. Assim que o pastor apareceu no local, Patrícia afirma ter lhe perguntando o porquê dos outros militantes não estarem sabendo da reunião e diz que Feliciano lhe fez uma proposta de trabalho, mas com uma condição. “A proposta é assim: se você aceitar, você tem que ser minha amante, a gente tem que ter um envolvimento e tudo mais”, teria dito o deputado, segundo a estudante. “Quando ele falou isso, eu o até o questionei se estava se sentindo bem, ele estava com os olhos muito vermelhos”, revelou, afirmando também ter mudado sua postura quando Feliciano insistiu no assunto. “Eu falei que ‘não’ e comecei a confrontá-lo com coisas que já tinha ouvido sobre outros casos que o envolviam”, complementou a jovem, dizendo que agressões do pastor a impediram de deixar o apartamento. “Eu pedi que ele abrisse a porta e ele me bateu”.

 Durante a atração, Patrícia disse que demorou para denunciar o pastor porque “estava sendo ameaçada de morte”. A respeito dos vídeos em que negava suas próprias acusações, a jovem contou que foi obrigada a gravá-los pelo ex-assessor do político, Talma Bauer. A estudante também explicou o vídeo em que aparece falando com o ex-chefe de gabinete sobre altas quantias de dinheiro que, supostamente, teriam sido oferecidas a ela para abafar o escândalo.

 “Eu não queria viver o que estou vivendo hoje”, desabafou à Luciana Gimenez. A estudante também acusou Feliciano: “ele não é a pessoa que aparenta ser. É um homem totalmente controverso, que ataca os gays, feministas e até mulheres do lado aliado”, e, ao lado da advogada, se mostrou convicta na apuração do caso: “A partir do momento em que a Polícia Federal entrar, não vai ter como ele inventar provas, não vai ter como fingir as coisas”.


Fonte:estadao