Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Vísceras de peixe são utilizadas como biodiesel em Jaguaretama


A partir de gordura animal do peixe, produtores no município de Jaguaretama, a 248 quilômetros de Fortaleza, Vale do Jaguaribe, extraem o óleo a partir das vísceras dos peixes, que é vendido para a Usina da Petrobras, em Quixadá, onde é transformada em biodiesel. Cooperativa recebe incentivos do Governo do Ceará e chega a comercializar 45 toneladas de peixe com as cidades vizinhas
Mesmo com a capacidade inferior a 20%, o Açude Castanhão tem sido mola propulsora na transformação da realidade de produtores do municípios de Jaguaretama. Para o produtor e cooperado Hernesto da Silva Goes, 38 anos, filho de agricultores, a extrema dificuldade ao lidar com o quinto ano consecutivo de seca, trouxe novos desafios e uma nova realidade produtiva, a extração de vísceras de peixe para transformação em biodiesel.
Apesar da tecnologia de fabricação do biodiesel no Brasil ainda estar em desenvolvimento, algumas iniciativas mostram que a atividade é promissora e precisa de uma maior atenção por parte dos governos. No Ceará, no município de Jaguaretama, Vale do Jaguaribe, a experiência com a produção de biodiesel a partir das vísceras de peixe tilápia tem se mostrado uma importante alternativa econômica. A transformação em biodiesel fica a cargo da Usina da Petrobras localizada na cidade de Quixadá, Sertão Central, que compra a produção dos cooperados daquele município.
É com esse foco e voltado principalmente para a melhoria da qualidade de vida do agricultor que a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), através da Coordenadoria de Desenvolvimento da Agricultura Familiar (Codaf) e parceria da Secretaria da Pesca, tem buscado meios de trazer para o homem do campo tecnologias capazes de transformar, para melhor, a qualidade e produtividade desses produtores. “Esse apoio que a secretaria fornece aos psicultores, da região do Vale do Jaguaribe, é fundamental para fomentar não somente a economia local, mas também serve como incentivo à produção. Vale destacar que esse feito é contextualizado num cenário de estiagem que chega ao quinto ano consecutivo no Ceará”, comenta o secretário do Desenvolvimento Agrário, Dedé Teixeira.
“Quando um novo trabalho é proposto isso gera grande expectativa. A atividade pesqueira desenvolvida pela Secretaria de Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa) em parceria com a SDA e técnicos tem mudado o cenário daquela região e isso é fruto de um acompanhamento e compromisso com os trabalhadores”, explica o coordenador de ordenamento e fiscalização da Seapa, Osvaldo da Costa Filho.
Organizados através da Cooperativa Curupati Peixes, cooperativa que atua no setor pesqueiro no município, 40 cooperados desenvolvem várias atividades desde o descarregamento até a retirada das vísceras. A cooperativa iniciou suas atividades contando apenas 10 produtores/cooperados e hoje  garante renda para os trabalhadores e suas famílias, além de desempenhar papel fundamental na manutenção do meio ambiente, produzindo matéria-prima limpa.
Energia sustentável
A partir da extração das gorduras residuais do peixe, é garantida a produção do biodiesel. A prática resultou aos agricultores um convênio firmado com a Petrobras. Após coletados os resíduos, a gordura é encaminhada para a usina de processamento da estatal, localizada em Quixadá, onde é transformada em combustível.
Ceará Agora

Dilma quer plebiscito para que o povo decida sobre eleições gerais


dilma-defende-plebiscito-pronunciamento1A presidente afastada Dilma Rousseff (PT) defendeu, durante pronunciamento nesta tarde de terça-feira, 16, a realização de plebiscito para que o povo possa decidir sobre novas eleições presidenciais. Ela lanço a ideia durante um pronunciamento transmitido ao vivo pelo seu perfil no Facebook.
“Entendo que a solução para as crises política e econômica que enfrentamos passa pelo voto popular em eleições diretas. A democracia é o único caminho para a construção de um pacto para a unidade nacional, é o único caminho para sair da crise”, afirmou Dilma. Além da decisão sobre realização de novas eleições, o plebiscito também se voltaria para a necessidade de uma reforma política.
No pronunciamento, a presidente também se defendeu das acusações de crime de responsabilidade. Segundo ela, o processo de impeachment, que corre no Senado Federal, é “injusto” porque ela não teria cometido nenhum crime de responsabilidade.
dilmaI
“Atos idênticos foram feitos por presidentes que me excederam, atos que não eram crime na época deles, e também não é crime agora”, disse. “Jamais se encontrará em minha vida registros de desonestidade, covardia e traição”, afirmou. “Nunca recebi propina de ninguém”.
Com o impeachment marcado para o próximo dia 25, Dilma disse que não iria desistir de voltar à presidência. “Vou lutar com todos os instrumentos legais que tiver”, garantiu.
Com Agências

Seca atinge nível mais grave no sul do Ceará e é das piores da região


Pela primeira vez neste ano, parte do Ceará registrou nível de “seca excepcional”, o mais drástico na escala de estiagem da Agência Nacional das Águas (ANA). A pior situação ocorre no Cariri e na parte inferior do Sertão dos Inhamuns, atingindo ao menos 20 municípios. Os dados se referem ao mês de julho e foram consolidados na última segunda-feira, 15, pelo Monitor da Seca — ferramenta do Governo Federal que acompanha a evolução da estiagem. Não existem áreas livres de seca em toda a região nordestina. O Ceará é um dos quatro estados cuja situação é mais crítica, em razão das áreas consideradas de seca excepcional. Outros estados em condição semelhante são Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte. Pelo relatório, a intensidade da seca no Ceará varia entre moderada, grave, extrema e excepcional. Não havia registro de áreas com máxima intensidade de seca no Estado desde dezembro do ano passado, quando estiagem se agravou no Cariri, Inhamuns, Sertão Central e Jaguaribe. As chuvas registradas no mês de janeiro e na quadra chuvosa — de fevereiro a maio — contribuíram para amenizar o cenário no início deste ano. Com o fim da quadra chuvosa, a situação voltou a se complicar. “A tendência é que a seca se agrave até dezembro, quando começa a pré-estação chuvosa”, afirma Raul Fritz, meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). O prolongamento da estiagem na região já dura cinco anos consecutivos. “A falta de chuva durante anos amplia esses danos”, explica Carlos Perdigão, coordenador de Planejamento de Recursos Hídricos da ANA. Por e-mail, a Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) informou que está ciente do agravamento da seca no Estado e listou ações de redução dos danos nos municípios mais afetados. Em Araripe e Campos Sales, a construção de adutora deve evitar o colapso no abastecimento. A conclusão está prevista para este mês. Em Aiuaba, Antonina do Norte e Assaré, a estimativa é que as sedes municipais não sofram interrupção do abastecimento até o fim do ano. A SDA reforça ainda a continuidade da Operação Carro Pipa em zonas rurais com problemas de abastecimento. Ontem, o Ministério da Integração Nacional autorizou a liberação de R$ 12 milhões para o programa Água para Todos no Ceará. O valor deve ser usado na construção de sistemas de abastecimentos e cisternas. Fonte: Opovo Online