Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 1 de julho de 2017

Michel Temer suspende aumento do Bolsa Família por falta de dinheiro


O governo Michel Temer decidiu suspender o reajuste do Bolsa Família que pretendia anunciar em julho. O presidente queria conceder um aumento de 4,6% no benefício como um dos instrumentos para ganhar popularidade, mas a área econômica avaliou que, em meio à crise financeira, não há espaço no Orçamento para isso.

Temer se reuniu na noite de quinta-feira (29),com o ministro Osmar Terra (Desenvolvimento Social), que comanda a pasta responsável pelo programa. No encontro, ficou definido que não seria possível anunciar o reajuste neste momento, como planejado.

Segundo assessores do presidente, a decisão sobre o aumento do benefício foi adiada, sem data para que a discussão seja retomada. O Ministério do Desenvolvimento Social já comunicou à Caixa que não haverá mudança no valor dos pagamentos.

O plano original do governo era anunciar um reajuste do Bolsa Família de 4,6% -um ponto percentual acima da inflação registrada nos últimos doze meses. Em maio, o ministro Osmar Terra disse à reportagem que o aumento seria oficializado em julho.

Nos últimos meses, entretanto, as contas do governo pioraram, principalmente por dificuldades de arrecadação. As receitas ficaram abaixo do esperado e a equipe econômica de Temer passou a cobrar um controle maior de gastos para evitar que a meta fiscal do ano seja descumprida.

Auxiliares afirmam que o presidente não havia dado sinal verde para a concessão do aumento, tratado como certo pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Temer consultou a área econômica do governo, que atestou que o reajuste não caberia no Orçamento deste ano e criaria dificuldades também para fechar as contas de 2018.

Fila de espera

Para se contrapor à suspensão do reajuste, ao menos por enquanto, o governo quer anunciar a inclusão de cerca de 150 mil novas famílias no programa.

No fim do ano passado, 500 mil famílias esperavam uma vaga, mas a pasta havia conseguido zerar a fila nos três primeiros meses deste ano. Em maio, porém, o número voltou a crescer e 422 mil famílias pleiteavam o benefício.

Em seu primeiro ano de governo, Temer concedeu um aumento de 12,5% nos pagamentos do Bolsa Família, após dois anos sem reajuste, durante o governo Dilma Rousseff.

Aeroporto de Juazeiro do Norte, no Ceará, receberá R$ 30 milhões para reforma e ampliação



O aeroporto de Juazeiro do Norte, na região do Cariri, vai receber um repasse de R$ 30,5 milhões para reforma e ampliação. O Ministro dos Transportes, Maurício Quintella, deve se reunir em breve com o superintendente da Infraero no aeroporto, Rodrigo Guercio Siebra, para autorizar o início das obras de reforma. 

A previsão é que os trabalhos no aeroporto Orlando Bezerra de Menezes sejam iniciados em outubro, com conclusão em março de 2018. Com a reforma, o terminal receberá nove voos diários e terá capacidade para receber 500 mil passageiros a cada ano.

De acordo com o presidente do Senado, Eunício Oliveira, R$ 2,5 milhões já foram investidos no aeroporto para resolver problemas no pátio de estacionamento dos aviões.

“Nós conseguimos também mais R$ 28 milhões para fazermos toda a ampliação necessária para termos um verdadeiro aeroporto como o Cariri merece”, disse. Conforme Oliveira, o recurso foi adquirido após articulação entre os ministérios da Fazenda e do Planejamento.

O primeiro valor direcionado ao estacionamento e taxiamento das aeronaves foi solicitado por companhias aéreas, que relataram dificuldades para operar no terminal. Ainda de acordo com Eunício Oliveira, a ampliação dos serviços das companhias com voos diários facilitarão o uso do equipamento pela população da região do Cariri.

Pai de Maisa dá uma 'prensa' em Dudu Camargo após gravação de programa com Silvio Santos


Dudu Camargo tem sido criticado nas redes sociais por conta de sua postura perante a jovem de 15 anos ( Foto: Reprodução )


Após toda a polêmica gerada depois de Silvio Santos tentar formar um casal entre Maisa Silva, de 15 anos, e Dudu Camargo (19), durante o "Programa Silvio Santos" do último dia 18, a história segue dando o que falar. Nesta sexta-feira (30) o colunista Léo Dias, do jornal O Dia, publicou uma entrevista com Dudu, que disse que levou uma 'prensa' do pai da garota, após a gravação do quadro Jogo dos 3 Pontinhos, que acabou com Maisa deixando o estúdio aos prantos.

“Na saída, o pai da Maisa me deu uma prensa e disse para eu não usar o nome dela nas minhas publicações nas redes sociais". afirmou Dudu Camargo, que tem sido criticado nas redes sociais por conta de sua postura com a jovem de 15 anos. "A mãe da Maisa também se revoltou e falou que ia entrar com uma petição para o programa não ir ao ar”, complementou o apresentador do SBT. Segundo Flávio Ricco, colunista do 'UOL', Silvio Santos, de fato, desistiu de exibir o reencontro entre Maisa e Dudu Camargo.

Ainda na entrevista concedida a Léo Dias, Dudu Camargo deu mais detalhes sobre a polêmica gravação que não deve ir ao ar. "(Durante o Jogo dos 3 Pontinhos), a Lívia Andrade falou muito bem da Maisa, ela ficou emocionada e começou a chorar. O Silvio brincou com a situação e a Maisa deu uma crise de nervos, levantou da cadeira e simplesmente saiu do palco", destacou.

Uma fonte que assistiu a gravação disse ao E+ (seção de entretenimento do portal do Jornal O Estado de S. Paulo), porém, que o choro de Maisa começou após Silvio, com seu humor ácido, fazer um comentário para a jovem. O dono do SBT, vendo a menina aos prantos, teria intensificado o discurso, o que culminou em Maisa abandonando a gravação, aos prantos.

"Não chame mais a Maísa para participar do programa", teria dito Silvio ao diretor Fabiano Wicher.
Fonte Diário do Nordeste