Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Adolescente é sequestrada e morta a tiros em Fortaleza




Uma jovem de 16 anos, identificada como Joyce de Sousa, foi sequestrada e executada por criminosos na noite deste sábado (1º). De acordo com informações colhidas junto à Polícia Militar, a vítima foi retirada da casa de sua irmã, na Rua Livinha de Carvalho, na Itaoca, por dois homens, que a levaram até a Rua Mateus Soares, no Itaperi, onde foi assassinada. Ainda segundo a PM, os criminosos chegaram ao local, invadiram a residência e arrastaram a menor em um carro branco onde estavam mais dois homens. Ela foi levada até a Rua Mateus Soares, e jogada de dentro do veículo pelos ocupantes. Os acusados teriam ordenado que ela corresse, e na calçada da casa de uma residência foi morta a tiros de Pistola 380. A polícia informou que o possível envolvimento de Joyce com drogas pode ter motivado o crime. Uma queima de arquivo também não está descartada. Ainda segundo relatos, há dois anos a vítima teve passagem pela Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA) por roubo. Mesmo com 16 anos, Joyce já era mãe de um filho de 2 anos, que mora com a avó paterna. Ela não trabalhava e segundo o irmão, continuava com envolvimento em atos criminosos. Até o momento, ninguém foi preso.

Cansada de ser agredida, mulher mata o marido a facadas




Mulher estava na casa da irmã, quando começou a discussão que terminou em tragédia.
Cansada das agressões, das humilhações e das cenas de raiva do marido, Cláudia Maria da Silva, 39 anos, acabou matando na noite deste sábado, no Jardim Umuarma, em Cuiabá, seu marido, Walfredo Neres dos Santos, 5 1 anos. Mas, ela não queria matar, apenas se proteger de mais uma agressão, mais uma surra. A arma do crime foi uma faca de pão, serrilhada, que estava na mesa, durante o jantar. Walfredo e Cláudia estavam na residência da irmã dela na noite deste sábado. Cláudia ajudou a irmã a preparar o jantar e colocou na mesa. Walfredo já estava irritado e iniciou uma das tantas discussões da união de ambos. Ameaçou partir para cima de Cláudia, que cansada com o comportamento agressivo do companheiro pegou a faca serrilhada que estava na mesa de jantar. Levantou a arma e quando Walfredo foi agredi-la, aconteceu o golpe fatal. Cláudia não quis esperar a polícia na casa da irmã. Tão logo percebeu o que acabara de fazer saiu da casa rapidamente tomando rumo ignorado. Sua irmã chamou o Samu e a Polícia, que constaram que Walfredo já estava morto. Cláudia está desaparecida, mas segundo a família ela deverá comparecer à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa ainda nesta semana para esclarecer os fatos.

Fonte:Jonas Jozino / Redação 24 Horas News 

Travesti é assassinada em Horizonte na noite deste domingo


Uma travesti identificada apenas como Rayane foi assassinada no bairro do Mangueiral, em Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza, por volta das 21h30min. Até às 21h50min, policiais civis da cidade ainda estavam no local de crime, segundo um inspetor que se identificou somente como Jô, da Delegacia Metropolitana da cidade. Esse é o quarto assassinato de travesti registrado pelo O POVO no Ceará somente este ano. Homicídios contra travestis tiveram repercussão no primeiro trimestre de 2017. Um deles é o caso Dandara dos Santos, espancada até a morte no dia 15 de fevereiro, no bairro Bom Jardim. O crime foi filmado e divulgado nas redes sociais. A travesti Hérica Izidoro, 24, também foi vítima de homicídio em Fortaleza. Espancada na avenida José Bastos, ela morreu após dois meses internada em coma no Instituto Dr. José Frota (IJF). A vítima mais recente foi morta no dia 13 de maio, em Juazeiro do Norte, Região do Cariri. Ketlin, 31, foi morta a facadas na cidade de Juazeiro do Norte, na Região do Cariri.

 (O POVO Online)