Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Maia viaja e evita assumir Presidência durante ausência de Temer

A segunda secretária da Câmara, deputada Mariana Carvalho, na presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, faz a leitura da denúncia feita pela PGR contra o presidente Michel Temer
Primeiro nome da linha sucessória do país, Rodrigo Maia (DEM-RJ) deve ir à Argentina em missão oficial no fim desta semana e evitará substituir Michel Temer no Palácio do Planalto durante a viagem do presidente à Alemanha para o encontro do G20.

Esta seria a primeira vez que Maia assumiria o comando do Palácio do Planalto desde que a PGR (Procuradoria-Geral da República) apresentou uma denúncia contra Temer por corrupção passiva, a partir de delações de executivos da JBS.

Citado entre parlamentares e líderes como possível sucessor de Temer em caso de queda, Maia tem adotado uma postura de cautela diante da crise política.

Ele engavetou, por exemplo, 24 pedidos de impeachment contra Temer e tem evitado se expor em articulações sobre a votação da denúncia de corrupção contra o presidente.

Com a ausência de Maia, o Palácio do Planalto deve ser ocupado pelo presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), também aliado de Temer.

Folha de S.Paulo

Ceará teve junho sangrento com 464 assassinatos, uma média de 15 homicídios por dia


Chacinas marcaram o mês de junho no Ceará, como a que ocorreu no dia 12, em Horizonte

O Ceará fechou o mês de junho de 2017 com mais números negativos para a Segurança Pública. Em apenas 30 dias, nada menos, que 464 pessoas foram mortas no estado, numa média por dia de 15,4 casos. Representou também uma alta de 86,6 por cento em comparação a junho de 2016, quando ocorreram 248 crimes de morte. No primeiro semestre do ano, o acumulado á é de 2.288 Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs). Em 2016, esse número chegou a 1.743, o que representa uma elevação da ordem de 31,2 por cento.

Somente no mês de junho, 194 pessoas foram mortas em Fortaleza (Capital), outras 121 nos Municípios que compõem a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e mais 149 no Interior do estado. Novamente a Capital foi a responsável pela maior parcela de assassinatos entre as três regiões que dividem o estado.

Entre as vítimas dos 464 assassinatos registrados em junho último, estão 22 mulheres e 38 adolescentes, além de três policiais militares.

Números

Neste primeiro semestre de 2017, nada menos que, 892 pessoas foram assassinadas em Fortaleza, outras 546 na Região Metropolitana e mais 849 no Interior.

Nas estatísticas dos seis meses de 2017, apenas o mês fevereiro apresentou baixa no número de CVLIs em comparação a igual período do ano passado. Nos demais, verificou-se uma alta comparativamente a 2016. A média/diária por homicídio no estado chegou a 12,6 casos ao final de seis meses no ano. .

Facções e mortes

Para as autoridades, essa crescente no número de assassinatos no Ceará se deve, em grande parte, pela “guerra” travada entre as facções criminosas que resulta em tiroteios diários nas ruas da Capital. Outro “fenômeno” que está contribuindo decididamente na alta das estatísticas são os casos de assassinatos múltiplos, aqueles com mais de uma vítima.

Em junho, foram registrados na Grade Fortaleza14 duplos homicídios, dois triplos, um quádruplo, um quíntuplo e um sêxtuplo assassinatos.

Já no Interior, foram quatro duplos e um triplo homicídios.

Duas chacinas ocorreram na Grande Fortaleza, sendo uma em Aquiraz (com seis mortos numa casa de praia, no Porto das Dunas), e outra em Horizonte (com cinco mortos em um bar).