Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

VIOLÊNCIA: Número de homicídios aumenta 26,8% em janeiro

Na Região Metropolitana, os crimes cresceram 4,8%.
O Ceará registrou 349 mortes violentas em janeiro deste ano, o que representa um aumento de 8% ao mesmo período no ano anterior, quando 323 homicídios aconteceram em todo o Estado. Somente em Fortaleza, houve um aumento de 26,8%. Enquanto em janeiro do ano passado, foram 97 mortes, este ano aconteceram 123.

A única área que apresentou redução foi o interior Norte, onde as mortes caíram de 60 para 45, uma queda de 25%. No interior Sul, houve um aumento 13,4%. Foram 82 mortes no ano passado contra 93 este ano. Já na Região Metropolitana de Fortaleza, o número de mortes subiu 4,8%. Foram 84 crimes em 2016, contra 88 este ano. 

Em janeiro, o Governo do Estado tinha comunicado a redução de 15,2% no número de Crimes Violentos Letais no ano passado. Já em 2015, o Ceará tinha registrado queda de 9,5%. Os crimes apontados no levantamento, levam em consideração homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) também confirmou a redução de 6,8% no número de Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs). Em janeiro deste ano aconteceram 6.061 crimes, enquanto no ano passado, foram 6.503. O número de furtos teve queda de 3,3%. Foram 4.916 casos em 2016 e 4.756, este ano. 

Os dados foram apresentados nesta quarta-feira (8), pelo governador do Estado, Camilo Santana e pelo secretário de Segurança André Costa. Esta foi a primeira reunião com André no comando da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

Fonte: Cnews

TRE-RJ cassa mandato do governador Pezão e de seu vice



O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) cassou hoje (8), por 3 votos a 2, os mandatos do governador do estado, Luiz Fernando de Souza Pezão, e do vice-governador, Francisco Dornelles. De acordo com o tribunal, a cassação foi resultado de abuso de poder econômico e político, e por isso, os dois estão inelegíveis por oito anos. Ainda cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a decisão, de acordo com o TRE-RJ, devem ser realizadas eleições diretas para a escolha dos representantes do Executivo estadual. O tribunal alertou que a decisão, no entanto, “somente produz efeito após o trânsito em julgado, ou seja, quando não cabe mais recurso, de acordo com o Artigo 257, Parágrafo 2º, do Código Eleitoral”. Por isso, Pezão e Dornelles permanecem no cargo até que o recurso seja julgado.

Em nota, o governo do estado do Rio de Janeiro informou que, quando for publicada a decisão do TRE, o governador Pezão e o vice Dornelles vão entrar com recurso no TSE.

Também segundo o TRE-RJ, o abuso de poder econômico e político “ficou configurado uma vez que o governo do estado do Rio de Janeiro concedeu benefícios financeiros a empresas como contrapartida a posteriores doações para a campanha do então candidato Pezão e de seu vice”. Para o desembargador eleitoral Marco Couto, “restou comprovado que contratos administrativos milionários foram celebrados em troca de doação de campanha”, conforme apontou em seu voto.

Agência Brasil - Texto ampliado às 19h41
Edição: Amanda Cieglinski