Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Família de Eliza Samúdio fica revoltada com saída de Bruno da prisão


A família de Eliza Samúdio está revoltada com a libertação do ex-goleiro Bruno Fernandes.

 

Bruno saiu do presídio, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, acompanhado da mulher, Ingrid Calheiros. O goleiro estava preso desde 2010 pelo assassinato da ex- amante, Eliza Samúdio. Ela brigava na Justiça pelo reconhecimento de paternidade e pagamento de pensão ao filho. Segundo as investigações, Bruno e os amigos planejaram o assassinato de Eliza.

O goleiro foi condenado a 22 anos e três meses por homicídio triplamente qualificado e ocultação do cadáver de Eliza e ainda por sequestro e cárcere privado do filho dela. Bruno recorreu, pedindo a anulação do julgamento e conseguiu uma liminar para aguardar em liberdade.

“Independentemente do tempo que eu fiquei também quero deixar bem claro, se eu ficasse lá, tivesse prisão perpétua, por exemplo, no Brasil, não ia trazer a vítima de volta. Paguei por pelo meu erro. Eu vou recomeçar. Não importa que seja no futebol, não importa se seja em outra área profissional. Mas que eu vou estar no meio do futebol, aí, é o que eu almejo para mim”, diz Bruno Fernandes.

Bruno deve informar à Justiça o endereço onde vai morar. O Supremo Tribunal Federal ainda vai julgar o habeas corpus. Se for negado, ele terá que voltar para o presídio. Se não, vai aguardar a decisão sobre o recurso contra a condenação que recebeu em liberdade.

Em Campo Grande, a advogada da mãe de Eliza Samúdio, Maria Lúcia Borges Gomes, disse que a cliente está revoltada. “A dona Sônia tem essa lacuna, esse vazio, essa necessidade de saber onde colocaram o corpo da filha dela, por quê tudo isso, é isso que ela revolta. O silêncio total e ele ainda consegue aguardar o julgamento em liberdade”.




Fonte O Globo

'Paguei caro, não foi fácil', diz goleiro Bruno em entrevista


Em sua primeira entrevista após ser libertado por meio de habeas corpus, o goleiro Bruno Fernandes afirmou que prisão perpétua não traria de volta a vida de Eliza Samudio e que acredita ter "pagado" por erro após ser condenado a pena de 22 anos e três meses por assassinato e ocultação de cadáver, além de sequestro e cárcere privado de seu filho de então três anos.

"Paguei, paguei caro, não foi fácil. Eu não apagaria nada. Isso serve pra mim de experiência, serve como aprendizado e não como punição", disse ele, em entrevista à TV Globo.

"Independente (sic) do tempo que eu fiquei também, eu queria deixar bem claro, se eu ficasse lá, tivesse prisão perpétua, por exemplo, no Brasil... não ia trazer a vítima de volta", afirmou o jogador.

Bruno deixou a Apac, na região metropolitiana de Belo Horizonte, após decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), na noite de sexta-feira (24). Agora, ele aguardará em liberdade, sem tornozeleira eletrônica, o o julgamento de sua apelação ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

Ex-goleiro do Flamengo, Bruno também sinalizou desejo de retomar a carreira profissional. "Eu quero deixar bem claro que eu vou recomeçar. Não importa se seja no futebol, não importa se seja em outra área profissional, mas como eu vou estar na área do futebol, é o que eu almejo pra mim", disse.

O advogado de Bruno, Lúcio Adolfo, lembrou que a decisão do ministro ainda será submetida a outras avaliações. "Trata-se de uma decisão liminar [provisória] no habeas corpus, o habeas corpus ainda terá que ser julgado, mas dificilmente, pode voltar atrás depois de colocar um rapaz primário, bons antecedentes na rua", explicou o defensor.
Fonte Noticias ao Minuto

Bebê de 10 meses e irmão são resgatados por bombeiros de folga após carro cair em canal

Foto: reprodução/Via WhatsApp

Durante o acidente que vitimou um casal no quilômetro 13 da CE- 138, São João do Aruaru, região de Morada Nova, dois irmãos, sendo uma bebê de 10 meses e um menino de 10 anos de idade, foram resgatados por três bombeiros de folga que passavam pelo local. O caso aconteceu por volta de 7h30min deste sábado, 25.

A família formada por pai, mãe e dois irmãos estava em um Fiat Uno e, ao passar por uma ponte, o motorista perdeu o controle e o veículo despencou no canal.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, três bombeiros de Limoeiro do Norte identificados como cabo Brito, cabo Thiago Bezerra e soldado Cordeiro, passavam pela estrada e se depararam com o carro submerso no canal. Os moradores olhavam o veículo angustiados. Foi quando os bombeiros entraram na água e, em meio a correnteza, conseguiram tirar os quatro ocupantes.

Um enfermeiro do Serviço Móvel de Atendimendo de Urgência (Samu), que também passava pelo local, começou o procedimento de reanimação das vítimas, as duas crianças foram reanimadas, mas o motorista Célio Roberto Mesquita de Oliveira, de 39 anos, e a mulher Verlene Bernardino da Silva, cujo a idade não foi informada, não resistiram.

As duas crianças foram encaminhadas ao Hospital de Morada Nova. O policiamento de Morada Nova informou que foram acionados o rabecão da cidade de Russas e o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRE).

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) imformou, por meio de nota, que o Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BPRE) foi acionado, por volta de 7h50min desta manhã, 25. A família havia saído de Fortaleza com destino ao distrito de São João do Aruaru, em Morada Nova. 



Fonte O Povo