Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Avião com 430 quilos de pasta de cocaína é apreendido pela PF em Minas Gerais


Drogas foram encontradas dentro de aeronave em Pará de Minas (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
Drogas foram encontradas dentro de aeronave em Pará de Minas (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

 
Polícia Federal (PF) apreendeu em Pará de Minas (MG) uma aeronave Cessna Aircraft, modelo 210 M, que transportava 430 quilos de pasta base de cocaína. O piloto do avião foi preso em um hotel próximo à rodoviária de Belo Horizonte, para onde havia fugido. A operação foi realizada em conjunto com a Polícia Militar de Minas Gerais.

O avião foi encontrado na noite de ontem (15) em um hangar, onde iria pernoitar carregado com a droga, antes de seguir viagem. Na perícia, a PF constatou que as asas da aeronave não tinham identificação em suas partes inferiores, além de ter as extremidades alongadas para permitir o armazenamento de maior quantidade de combustível e, assim, aumentar a autonomia de voo.

Além da pasta base de cocaína, foi encontrado um pacote com cerca de um quilo de folhas de coca de origem boliviana, segundo a PF.

O responsável pelo hangar prestou depoimento e foi liberado. Já o piloto deverá ficar à disposição da Justiça Federal e poderá ser julgado pelo crime de tráfico internacional de drogas. Se condenado, a pena é de até 25 anos de prisão.



Fonte Agência Brasil

Fraudes em merenda escolar geram rombo de R$ 410 mil em 6 cidades do Ceará, aponta relatório

escola

Um relatório divulgado nesta quinta-feira (16) pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) apontou um rombo de mais de R$ 410 mil em seis municípios cearenses, por conta de fraudes na aquisição de merenda escolar. De acordo com o Governo Federal, foram encontradas irregularidades nas prefeituras do Crato, Croatá, Senador Pompeu, Salitre, Chaval e Itapajé.


Os dados constam no Relatório de Apoio à Alimentação Escolar na Educação Básica, que realizou as fiscalizações de 2011 a 2014. Conforme o estudo, o maior rombo aconteceu no Crato, na região do Cariri, já que, por conta de um superfaturamento na aquisição de gêneros alimentícios destinados à merenda escolar no exercício 2012, houve prejuízo de R$ 240.018,94 aos cofres públicos. Além disso, no mesmo município, o Ministério da Transparência identificou outra irregularidade, de R$ 2.730,28, em virtude da "incineração de alimentos com recursos do PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar".

O segundo maior rombo identificado no Ceará ocorreu no município de Croatá, que fica na região da Ibiapaba. Na prefeitura local, o Governo Federal encontrou fraude de R$ 90.593,50, tendo em vista que houve "evidência de sobrepreço nas aquisições referentes ao PNAE e Educação de Jovens e Adultos (EJA). A cidade de Senador Pompeu, no Sertão Central, também apresentou irregularidades com alto valor, que juntas somaram R$ 44.078.

Ressarcimento

Além de apontar as irregularidades, o relatório do Governo Federal cobra ressarcimento das prefeituras que apresentaram fraudes na merenda escolar. No Crato, por exemplo, o Ministério da Transparência recomenda que sejam adotadas "medidas administrativas necessárias ao ressarcimento dos valores relativos a despesas com preços acima da média de mercado e, caso não obtenha êxito, instaurar a tomada de contas especial".

De 2011 a 2014, o FNDE transferiu aos Estados, Municípios e Distrito Federal recursos à conta do PNAE no montante de R$ 13,6 bilhões, sendo que o valor repassado aos entes fiscalizados foi de R$ 160,8 milhões, representando 1,17% em relação ao recurso liberado.

Condições precárias

O relatório divulgado nesta quinta-feira também revelou uma situação preocupante: o mal armazenamento da merenda escolar em escolas cearenses. Na Escola São Luís, em Pacoti, por exemplo, foi encontrado um freezer enferrujado, com porta quebrada. Já a escola Joaquim Teles de Almeida, em Itatira, não apresentou local apropriado para a guarda de utensílios para a alimentação.

Em todo o Brasil, em 360 escolas os alimentos são armazenados de forma inadequada, mas sem risco imediato para o estoque; e, em 172 unidades, os alimentos são armazenados de forma inadequada, com risco imediato para o estoque.



Fonte Diário do Nordeste