Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Wesley Safadão fala de crise e admite queda no número de shows


Parece que a crise financeira que atinge o trabalhador brasileiro não está poupando nem os famosos. Até mesmo os milionários e muitos artistas estão passando por um perrengue para pagar as contas.

Em entrevista ao jornal “Extra”, Wesley Safadão admitiu que houve uma queda no número de compromissos em sua agenda de 2015 pra cá. No entanto, o cantor evitou apontar a crise como culpada, e afirma que a redução foi uma “opção sua”, para prezar pela qualidade nos shows.

“O ano de 2017 também, graças a Deus, começou com tudo e muita procura. Mas, em tese, é um pouco natural dar uma amansada na agenda, até mesmo pelas conversas que tenho com a minha equipe, prezando cada vez mais a qualidade […] Em 2015 e em 2016, dei uma rodada grande pelo país. Conheci várias cidades, e graças a Deus fiquei muito feliz. Agora, tenho que conhecer mais e mais cidades. Preciso trabalhar para manter o sucesso“, disse Safadão.



Fonte Noticias ao Minuto

Justiça do Ceará mantém proibição e vaquejada 'Carnaboi' é cancelada

Acesso às provas do Campeonato de Vaquejada, em Bezerros, é gratuita (Foto: Divulgação)
Em 2016, entendimento do STF classificou vaquejada como mals-tratos a animais e ficou proibida em todo o país (Foto: Divulgação)

 
Mais uma vaquejada foi cancelada por decisão judicial no Ceará. No último sábado (18), a desembargadora Lira Ramos de Oliveira manteve decisão proibindo a realização do evento denominado “Carnaboi”, que estava agendado para 17, 18 e 19 de fevereiro, no município de Baixio, distante 415 km de Fortaleza.
  

O evento já havia sido cancelado, em caráter provisório, pelo Juízo da Comarca de Baixio, fixando multa de R$ 15 mil para o caso de descumprimento da medida judicial.

De acordo com o processo, o Ministério Público do Estado deu entrada em ação civil pública para impedir a realização da festa, uma vez que a lei estadual que regulamenta a vaquejada como atividade desportiva e cultural foi considerada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Além disso, inexistia alvará para o funcionamento da vaquejada.

Para suspender a proibição, o responsável pelo “Carnaboi” ingressou com recurso no Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE). Defendeu possuir o alvará, que os animais não sofrem maus-tratos, bem como a relevância cultural e econômica da festividade.

“O agravante [responsável pelo evento] não comprovou o preenchimento daquelas condições, trazidas por ele próprio, não podendo deixar de reconhecer a decisão acertada do juiz a quo [Juízo da Comarca de Baixio] acerca da inconstitucionalidade da mencionada lei”, justificou.
Fonte G1 Ceará

Tragédia: Âncora decorativa cai e mata criança de 12 anos


Âncora de cerca de 200 quilos caiu sobre a criança, no bairro do Bongi, no Recife (Foto: Reprodução/TV Globo)

Um garoto de 12 anos morreu, na tarde de domingo (19), ao ser atingido por uma âncora usada como decoração de um estabelecimento comercial localizado no bairro do Bongi, na Zona Oeste do Recife. O objeto pesa cerca de 200 quilos e caiu quando o menino estava brincando.

De acordo com os peritos do Instituto de Criminalística (IC), o acidente aconteceu na Rua Itapemirim. A vítima estava com dois irmãos, também menores de idade, no momento em que a âncora caiu. 
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. Quando a ambulância chegou, no entanto, a criança já estava sem vida. Várias pessoas que moram na região ajudaram a tirar o objeto que estava sobre a criança.

A criança morava com os pais e irmãos no bairro da Mangueira, na mesma região da capital pernambucana. De acordo com os vizinhos, no endereço onde aconteceu o acidente já funcionaram várias empresas.

Os peritos disseram que foi preciso tirar outra âncora, com o mesmo peso, para evitar mais problemas. O caso será investigado pela Delegacia da Mustardinha, na mesma região. 




Fonte G1