Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Estrelismo de Marília Mendonça tem irritado contratantes, diz jornal


O sucesso da cantora Marília Mendonça, que surgiu como um furacão da música sertaneja em 2016, parece ter subido a cabeça. Pelo menos é o que diz o colunista Leo Dias, na edição deste sábado (18) do jornal O Dia.

De acordo com a publicação, a artista vem chamando a atenção do mercado por conta de sua “antipatia”. Além disso, cenas de “grosserias” com contratantes, imprensa e público vem sendo frequentes na vida da sertaneja.
Na nota, o jornal ainda faz um alerta: “nem só de talento vive o artista”.
Fonte: Notícias ao Minuto

Adolescente agredido com mangueira morre 11 dias após internação


Um adolescente de 17 anos morreu na terça-feira (14/2) por complicações depois ter uma mangueira de ar comprimido inserida no ânus. Ele estava internado na Santa Casa de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A agressão o fez perder parte do intestino e, depois de 11 dias internado, sofreu uma parada cardíaca. Os médicos tentaram reanimá-lo por 45 minutos. A polícia pediu a prisão preventiva dos dois suspeitos, que eram colegas de trabalho da vítima.

O adolescente trabalhava em um lava-jato, onde sofreu a agressão com a mangueira em 3 de fevereiro. Segundo as investigações, o dono do estabelecimento teria inserido uma mangueira de compressão de ar no ânus do jovem enquanto uma outra pessoa o segurava. Eles disseram em depoimento que foi uma "brincadeira" e que isso era comum entre os três. Além disso, alegaram que, no dia do crime, o ato foi iniciado pela própria vítima. 

Os dois suspeitos foram ouvidos no dia do crime, mas não foram presos porque, de acordo com a polícia, se apresentaram espontaneamente e não ofereciam risco à vítima. O caso não foi inicialmente registrado como abuso porque, para a polícia, não ficou evidente a conotação sexual. Ainda não se sabe quais são as acusações oficiais feitas contra os envolvidos. Uma criança de 11 anos presenciou o crime e também depôs sobre o caso.

O adolescente chegou ao hospital em estado grave e teve que passar por cirurgias. Durante a internação, o jovem chegou a sair do estado de risco de morte, mas depois teve complicações no esôfago, que resultaram em perda de líquidos e sangue. 

O crime é investigado pela Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

Fonte: Correio Braziliense

MPF pede que Moro suspenda benefícios da delação de ex-diretor da Petrobras

O MPF (Ministério Público Federal) pediu ao juiz federal Sérgio Moro que não conceda benefícios da delação premiada ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, as suas filhas e ao seu genro, no âmbito da Operação Lava Jato. O documento tem data de 7 de fevereiro.

Segundo o órgão, os acusados "faltaram com a verdade por diversas vezes" durante interrogatório judicial, "em evidente descumprimento dos deveres impostos pelos acordos de colaboração premiada". O documento é assinado por Deltan Dallagnol e mais 12 procuradores.

O texto afirma também que foram verificadas contradições entre os depoimentos de Paulo Roberto Costa e suas filhas e conclui dizendo que os benefícios não devem ser aplicados nesse caso porque "a colaboração não foi efetiva".

Por meio de sua assessoria de imprensa, o MPF informou que "cabe ao juiz Sérgio Moro definir, no momento da sua sentença, se os benefícios de delação premiada acordados com Paulo Roberto Costa são suspensos total ou parcialmente. Cabe a ele definir também quais as penalidades: prisão, aumento da multa, serviços comunitários".

A defesa de Costa negou que seu cliente tenha mentido à Lava Jato.

Uol