Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 25 de fevereiro de 2017

EM GOIÁS Briga em presídio, deixa 4 mortos e 35 feridos


Quatro detentos morreram e 35 ficaram feridos, na manhã desta quinta-feira (23), durante uma briga entre presos na Penitenciária Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia, na região metropolitana de Goiânia. O presidente da Associação dos Servidores do Sistema Prisional do Estado de Goiás (Aspego), Jorimar Bastos, informou que não se trata de uma rebelião, o que aconteceu foi uma briga entre os presos. "Foi uma briga entre as alas A, B e C, mas a situação já está controlada. Não houve insatisfação dos presos, mas um confronto entre eles", explicou ele. A assessoria do Corpo de Bombeiros divulgou ao G1 que seis feridos foram levados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e um para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa). Os outros que sofreram lesões foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O tenente-coronel Ricardo Mendes, assessor de comunicação da PM de Goiás, afirmou que a situação já está controlada e não há reféns. Dos quatro mortos, três ainda não foram identificados. Thiago César de Souza, conhecido como Thiago Topete, que cumpria pena por tráfico de drogas e associação para o tráfico, foi o único morto no conflito já identificado até então. A Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) informou que “forças policiais e servidores providenciam o adentramento na unidade a fim de promover extensa varredura à procura de armas e outros objetos ilícitos”. A secretaria disse ainda que não houve reféns e os servidores não se feriram. noticiasaominuto Miséria

Cantor sertanejo Victor, da dupla com Leo, é acusado de agressão pela esposa


Victor ao lado de sua esposa Poliana (Foto: Reprodução/Instagram)

A esposa do cantor sertanejo Victor Chaves, 41 anos, Poliana Bagatini, 29, acusa o marido de tê-la agredido. De acordo com o boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Mulheres, em Belo Horizonte, Minas Gerais, na tarde desta sexta-feira, 24, o integrante da dupla com Leo teria jogado e chutado a esposa, que está grávida de quatro meses.

Ainda segundo o B.O, Poliana afirmou em seu depoimento que a violência por parte do cantor aconteceu na casa de ambos, na capital mineira. Ela afirma que as agressões ocorreram por motivos banais e que um segurança e a irmã do artista a impediram de sair da residência.

A assessoria de Victor Chaves ainda não se pronunciou sobre o caso. O casal tem uma filha, Maria Vitória, e espera o outro, que deve nascer em julho deste ano.





Fonte O Povo

Marília Mendonça retira balão gástrico por falta de adaptação


A cantora Marília Mendonça decidiu colocar um balão gástrico na última quinta-feira (16), porém, revelou que era sem finalidade estética. No entanto, a famosa parece não ter se adaptado e retirou o objeto.

“Ela colocou porque quis. Não foi por saúde, não foi porque se sentia cansada, não foi porque se sentia gorda, nem nada. Colocou porque ela quis colocar. Mas, ela se sentiu um pouco mal e não quis ficar. Ela estava só tomando água e começou a se sentir um pouco mal, não adaptou e resolveu tirar o balão”, informou a assessoria de imprensa da cantora ao site 'Purepeople'.

O representante também falou sobre os preparativos de Marília para o Carnaval: “Ela está com uma dieta leve agora. Tirou o balão ontem e ela está com uma dieta leve por causa do Carnaval porque hoje já tem show em Salvador, mas superfeliz e ansiosa para o Carnavalzão”, afirmou.
 
Fonte Noticias ao Minuto