Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

“Eles mataram meu pai e meu filho”, afirma homem que deu tiros durante casamento


Atirador do caso ocorrido na cidade de Limoeiro de Anadia, no último sábado (28), se entregou à polícia nesta quarta-feira (01). Segundo informações do delegado Carlos Humberto, o atirador, Umberto Ferreira Santos, conhecido como Betinho, disse estar bastante emotivo após a tentativa de assassinato e que foi movido pelo sentimento de vingança.

Betinho estava passando pela igreja, e segundo ele, as vítimas teriam sorrido para ele de forma provocativa. Em seguida, o atirador invadiu a igreja e tentou assassinar duas testemunhas (pai e filho) que estavam em um casamento. Na visão do acusado, as vítimas estariam envolvidas nas mortes do pai e filho dele. Após o crime ele saiu da instituição religiosa e evadiu do local dirigindo o próprio carro.

Ao ser indagado sobre um possível envolvimento de uma das vítimas em outro caso de assassinato que poderia ser mais uma justificativa para este crime de Limoeiro, o delegado esclareceu que tanto o filho de Betinho e o filho de Cícero Barbosa Silva (uma das vítimas da tentativa de homicídio), estariam envolvidos em um outro crime ocorrido na cidade de São Sebastião.

Informações extra-oficiais indicam que um dos filhos teria sido preso por tentativa de homicídio e o outro não resultando em mais rivalidade entre Betinho e as vítimas dele.




Fonte 7 segundos,Via Iguatu.Net

INSEGURANÇA NO CEARÁ: Sete ataques em caixas eletrônicos são registrados em um mês



O crime mais recente ocorreu durante a madrugada, em Aiuaba, 600 km de Fortaleza.
A insegurança não ronda somente os comércios e residências. Agências e correspondentes bancários são alvos frequentes de quadrilhas em todo o país. Aqui no Ceará, entre o primeiro dia do ano e esta quarta-feira (1), foram registrados sete ataques em caixas eletrônicos, segundo o levantamento do Sindicato dos Bancários do Ceará. 

O crime mais recente ocorreu na madrugada de hoje, quando oito homens armados se aproximaram do município de Aiuaba, 600 km de Fortaleza e explodiram o prédio do Banco do Brasil do município. Para o crime, foram utilizadas pelo menos duas caminhonetes modelo Hilux. 

De acordo com moradores, os assaltantes entraram na cidade realizando vários disparos, possivelmente para assustar a população. Segundo a Polícia Militar, os homens utilizaram escopetas e pistolas para realizar os disparos. Ainda segundo a Polícia, não houve confronto com a corporação. Apesar da explosão, nada foi levado, mas o prédio ficou danificado. Após o ataque, os criminosos fugiram por uma estrada que dá acesso ao Piauí. Até o momento, ninguém foi preso. 
Outros casos

O primeiro registro aconteceu no dia 6 de janeiro em uma agência do Banco do Brasil, na avenida José Bastos, em Fortaleza. Quatro homens invadiram o prédio e levaram o dinheiro do caixa eletrônico. Os criminosos utilizaram um maçarico para ter acesso ao cofre. No dia 10, outro prédio do Banco do Brasil foi atacado, desta vez em Milhã, no interior do Estado. Os criminosos sitiaram a cidade e cercaram o destacamento policial, mas não houve confronto. A ação foi registrada por volta das 2 horas da madrugada, quando os suspeitos efetuaram disparos contra a agência bancária. Dentro do banco, eles explodiram os caixas eletrônicos e roubaram uma quantia em dinheiro não informada pela Polícia Militar. 

No dia 14 de fevereiro, bandidos arrombaram durante a madrugada um caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal, dentro da Secretaria de Educação, em Juazeiro do Norte, na região do Cariri. De acordo com os vigilantes, que foram amarrados, os assaltantes teriam chegado armados e encapuzados, rendendo os dois. Em seguida, eles destruíram o caixa eletrônico usando um maçarico. A ação durou poucos minutos.

No dia 20, dois foram presos após uma tentativa de arrombamento, em um prédio do Santander, no Centro de Fortaleza. 

Já no dia 24, um grupo armado explodiu uma agência bancária do Bradesco, durante a madrugada, em Itaiçaba, 164 km de Fortaleza. A ação foi informada à Polícia por moradores da cidade. Não há informações sobre a quantia levada.

No dia 26, assaltantes explodiram um caixa de um posto do Bradesco, em Tarrafas, 458 km de Fortaleza.

Fonte: Cnews