Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Concurso PRF: Edital até Abril com 1.300 vagas



A Polícia Rodoviária Federal já prepara a abertura de concurso (Concurso PRF 2017/2018) para Policial Rodoviário Federal. A proposta de edital feita pelo grupo de trabalho criado pelo órgão (veja abaixo) já foi finalizada e agora a corporação só depende da autorização do Ministério do Planejamento para divulgar a abertura do concurso neste ano. De acordo com o site Folha Dirigida, o certame já foi encaminhado ao Ministério da Justiça. Anteriormente previsto com 1.200 vagas, a oferta foi revista e agora contará com 1.300 vagas.

Após o envio ao Ministério da Justiça, a solicitação precisará ser encaminhada ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), para que possa ser autorizado pela pasta. A explicação para a quantidade inicial de vagas era a de que ela era a adequada à capacidade de formação da Academia Nacional da PRF, que é de 600 alunos por semestre. Em função da grande necessidade de pessoal, porém, uma consulta foi feita à academia para verificar a possibilidade de ampliação desse número. Sendo assim, foi viável a inclusão de 50 alunos a mais por semestre. Apesar disso, a oferta de 1.300 vagas ainda é menor que a solicitação dos últimos anos, que era de 1.500 vagas.

Comissão da PRF finalizou a proposta de edital

A comissão responsável pela proposta de elaboração de edital de concurso da Polícia Rodoviária Federal (Concurso PRF 2017) foi finalizada. A Portaria nº 2734/2016, que forma a comissão, foi instituída ainda no início do segundo semestre do ano passado.

Caso queira acessar a portaria na íntegra, clique aqui. Conforme foi apurado, serão solicitadas 1.300 vagas. Um dos argumentos de abertura do concurso é a necessidade de reforçar o combate à criminalidade nas fronteiras, além da prevenção e redução de acidentes de trânsito. Outra justificativa é que o concurso seria realizado neste ano, mas as nomeações só ocorreriam em 2018. Em anos anteriores, por exemplo, editais foram divulgados com oferta expressiva de vagas. Com exceção do ano de 2008, todos os outros concursos abertos até hoje tiveram mais de 500 vagas, chegando a mil no último edital. Em 2004 foram 2.200 oportunidades.

Cronograma Concurso PRF 2017

Nos últimos dias, uma imagem circulou pela internet informando um suposto cronograma do concurso da PRF 2017. A corporação informou ao site Folha Dirigida nesta quarta-feira, 25 de janeiro, a legitimidade da imagem, ressaltando no entanto, que o cumprimento do calendário depende da autorização do concurso em tempo hábil.

O grupo de trabalho formado tem a expectativa de cumprir o seguinte cronograma:

– Fevereiro – Autorização e realização do Concurso PRF 2017;

– Março – Contratação da empresa organizadora do concurso;

– Abril – Edital Concurso PRF 2017;

– Abril até Agosto – Realização das fases da primeira etapa do concurso, sejam elas:

– Prova objetiva e discursiva do Concurso PRF 2017

– Avaliação de títulos 

– Avaliação Física, médica e psicológica

– Verificação da veracidade da autodeclaração (cota racial)

Salários Concurso PRF foram reajustados

Foi aprovado na Câmara dos Deputados, o projeto de lei 5865/2016, que prevê aumentos progressivos para a categoria. Com o aumento, a remuneração inicial passará para R$9.501,98, com aumento em 2018 para R$9.931,57. Já em 2019, último ano do aumento, os ganhos chegarão a R$ 10.357,88. Os valores já estão incluso o auxílio-alimentação no valor de R$458.

Atribuições do Policial

As tarefas do Policial Rodoviário Federal dependerão da classe, sendo divididas em quatro: Classe Especial; Primeira Classe; Segunda Classe; e Terceira Classe.

O Policial de terceira classe tem a missão realizar atividades de natureza policial envolvendo a fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, enquanto o de segunda classe terá que efetuar atividades de natureza policial envolvendo a execução e controle administrativo e operacional das atividades inerentes ao cargo, além das atribuições da Terceira Classe.

Já o Policial de primeira classe terá que atividades de natureza policial, envolvendo planejamento, coordenação, capacitação, controle e execução administrativa e operacional, bem como articulação e intercâmbio com outras organizações policiais, em âmbito nacional, além das atribuições da Segunda Classe. Por fim, o PRF da classe especial deverá efetuar atividades de natureza policial e administrativa, envolvendo direção, planejamento, coordenação, supervisão, controle e avaliação administrativa e operacional, coordenação e direção das atividades de corregedoria, inteligência e ensino, bem como a articulação e o intercâmbio com outras organizações e corporações policiais, em âmbito nacional e internacional, além das atribuições da Primeira Classe.

A PRF trabalha em parceria com outras instituições, como Ministério Público do Trabalho (MPT), Polícia Federal (PF), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Receita Federal, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e outros.

Déficit

Toda a preocupação é causada pois a PRF pode perder até 4 mil policiais, o equivalente a 40% do seu efetivo atual de cerca de 10.000 servidores. Os recém-concursados devem ser lotados, prioritariamente, nas regiões de fronteiras. Em recente auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que o efetivo do departamento na região é insuficiente para combater os crimes de fronteira, cujo prejuízo estimado é de R$1 bilhão aos cofres públicos. 

Requisitos

Para ingresso na carreira de Policial Rodoviário Federal, é necessário nível superior (em qualquer área) e carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria ”B”. Os candidatos foram avaliados por prova objetiva de conhecimentos específicos, prova discursiva, exame de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social, avaliação de títulos e curso de formação profissional. O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe/UnB), foi a organizadora oficial do último concurso.

Organizadora do concurso PRF 2017

A expectativa é que o concurso seja mais uma vez organizado pela Cebraspe (antigo Cespe/UnB). Desde 2002, com exceção de 2009, os editais foram divulgados pela empresa, que tem a característica de anular uma questão em caso de erro, exigindo do candidato certeza no momento de marcar um item, sob pena de penalização por “chute”.

Via Rondoniadinamica

SEM CONTROLE: Em janeiro no Ceará, um cidadão foi assassinado por assaltantes a cada intervalo de 48 horas



Crimes de latrocínios deixam população temerosa. Polícia promete uma reação aos delinquentes.

Policial militar, taxista, radialista, comerciante, vigilante, aposentado, dona de casa, estudante. Esses foram alguns dos 15 cidadãos cearenses mortos em assaltos durante o mês de janeiro de 2017. O ano começou violento, com uma média de um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) a cada dois dias, ou no intervalo de 48 horas.

Nos 31 dias de janeiro foram registrados cinco latrocínios na Capital, além de casos nos seguintes Municípios: Horizonte (2 casos), Maracanaú, Caucaia, Ocara, Potengi, Santana do Acaraú, Varjota, Barreira e Icó.
Cidadãos são baleados e mortos nas ruas da Capital ao reagirem contra bandidos

Entre as 15 vítimas figurou a dona de casa Ana Cleide de Albuquerque, 42 anos, que foi atacada e morta, a facadas, dentro de sua residência, na cidade de Varjota, na Zona Norte do Estado (a 297Km de Fortaleza), no dia 3 de janeiro. Dona de um pequeno ponto comercial, ela foi surpreendida por um bandido e acabou assassinada. O criminoso roubou o pouco dinheiro que a mulher havia apurado nas suas vendas.

Assim também aconteceu com o taxista Paulo Roberto Bastos Pontes, 45, que foi morto a tiros durante um assalto no bairro Parque Leblon, em Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na tarde do dia 17 de janeiro.

Outra vítima de latrocínio foi aposentado Walter Inácio da Silva, de 94 anos de idade, cujo corpo foi encontrado enterrado numa cova rasa na lolidade de Coqueiro, em Horizonte, também na RMF, no dia 26. A Polícia prendeu uma mulher, que confessou ter participado do assassinato do ancião. O objetivo foi roubar o dinheiro da aposentadoria da vítima.

Em Ocara (a 101Km de Fortaleza), o comerciante Luís Vando da Silva, 30 anos, foi morto por assaltantes logo na madrugada do primeiro dia do ano.

O radialista Djacy Oliveira, que apresentava um programa na FM Universitária, em Fortaleza, também entrou para a lista dos mortos em latrocínios. Na tarde do dia 12, ele foi baleado durante assalto em um restaurante na Rua Padre Mororó, no Centro de Fortaleza, e morreu dois dias depois no IJF-Centro.

Já na tarde da última quinta-feira (26), o segurança particular José Augusto Vieira Júnior, 38 anos, reagiu ao ataque de assaltantes no Conjunto José Walter, foi atingido por vários tiros e acabou morrendo no hospital Gonzaguinha, no mesmo bairro.

No dia seguinte, a vítima fopi um policial militar. Tratava-se do cabo PM Francisco Arlindo da Silva Vieira Filho. Ao reagir contra bandidos que assaltavam uma padaria, ele foi baleado e morto. O caso ocorreu na Rua Curitiba, no bairro Henrique Jorge.

Reação

Em recente entrevista após a morte de um policial militar, o novo secretário da Segurança Pública do Estado do Ceará, delegado federal André Costa, foi enfático ao informar que chegou a hora da reação. "Não vamos daum passo sequer para trás no combate ao crime. O bandido vai decidir, se quer a Justiça ou o cemitério", avisou. 

Veja a relação das vítimas de latrocínios no Ceará, em janeiro.

1 – (Dia 1/1) Luiz Vando da Silva, 30 anos, comerciante (Ocara)

2 – (Dia 3/1) – Ana Cleide de Albuquerque, 42 anos, comerciante (Varjota)

3 – (Dia 3/1) – José Andrey Araújo da Silva, 24 anos, estudante (Conj. Timbó/Maracanaú)

4 – (Dia 12/1) – Djacy Oliveira, 42 anos, radialista (Centro/Fortaleza)

5 – (Dia 13/1) – José Alexandre Rodrigues, aposentado, 70 anos (Potengi)

6 – (Dia 17/1) – Paulo Roberto Bastos Pontes, 45 anos, taxista (Parque Leblon/Caucaia)

7 – (Dia 18/1) – Miguel Arcanjo de Farias, 64 anos, comerciante (Santana do Acaraú)

8 – (Dia 23/1) – Antônio Henrique da Silva Sousa, 21 anos, comerciário (Barreira)

9 – (Dia 24/1) – Lucivanho Pereira da Silva, 28 anos, agricultor (Loc. Alto da Várzea/Icó)

10 – (Dia 24/1) – Vítima não identificada/masculino (Horizonte)

11 – (Dia 24/1) – Deividson Alves Medeiros, 33 anos, comerciante (Mondubim/Fortaleza)

12 – (Dia 26/1) – José Augusto Vieira Júnior, 38 anos, segurança (José Walter/Fortaleza)

13 – (Dia 26/1) – Vítima não identificada/masculino (São Gerardo/Fortaleza)

14 – (Dia 26/1) – Walter Inácio da Silva, 94 anos, aposentado (Loc. Coqueiro/Horizonte)

15 – (Dia 27/1) – Francisco Arlindo da Silva Vieira Filho, 35 anos, PM (Henrique Jorge/Fortaleza).

(Cearanews7)