Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

terça-feira, 8 de maio de 2018

Petrobras tem lucro de R$ 6,9 bilhões no 1º trimestre, alta de 56%

A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 6,961 bilhões no 1º trimestre de 2018. O resultado representa uma alta de 56% frente ao mesmo período do ano passado (R$ 4,45 bilhões).

Trata-se do melhor resultado trimestral nominal desde o 1º trimestre de 2013, quando petroleira registrou lucro líquido de R$ 7,69 bilhões, segundo dados da provedora de informações financeiras Economatica. Ou seja, trata-se do maior lucro desde o início a Lava Jato, cuja primeira operação foi realizada em março de 2014.

No 4º trimestre de 2017, a estatal tinha registrado prejuízo líquido de R$ 5,477 bilhões.

Já as vendas da Petrobras cresceram 9% no 1º trimestre ante os 3 primeiros meses de 2017, para R$ 74,46 bilhões. Na comparação com o 4º trimestre, entretanto, houve queda de 3%.

Globo 

Juíza nega frigobar para Lula na prisão, mas libera esteira e aparelho para ouvir música

A juíza federal Carolina Lebbos, responsável pela custódia do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), decidiu negar nesta segunda-feira (7) a instalação de um frigobar na sala onde o petista cumpre pena, na sede da Polícia Federal em Curitiba, mas liberou a instalação de uma esteira ergométrica e a entrada de um aparelho para ouvir música. A juíza também autorizou que o ex-presidente receba acompanhamento periódico por dois médicos cadastrados,

"A instalação do frigobar, embora materialmente viável, não encontra fundamento no quadro verificado nos autos. Não há qualquer justificativa acerca da necessidade do equipamento", diz a magistrada. A juíza registra informação prestada pela PF de que "o acesso a água é permanente, sendo fornecidas garrafas de água mineral em quantidade suficiente e sempre que necessário estão sendo repostas".

Carolina também diz que Lula cumpre pena em regime fechado, e que por isso não há cabimento para "a instalação de equipamentos para conforto meramente supérfluo, em desproporcionalidade injustificada em relação aos demais presos."

Uol