Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

sábado, 26 de maio de 2018

CGD e Polícia Civil cumprem mandato de busca e apreensão em prédio da PM, no Crato

Motivo da ação ainda não foi confirmado, mas teria relação com operação que prendeu um cabo da PM e um dentista acusados de tortura e forjar flagrante.
A Polícia Civil e a Controladoria Geral de Disciplina cumpriram, na terça-feira (22), mandado de busca e apreensão nas dependências da 5ª Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar no Crato.

O motivo das buscas ainda não foi divulgado, mas teria relação com uma operação policial que prendeu um cabo da Polícia Militar do Crato e um dentista, no começo de abril. A dupla é acusada de torturar e forjar flagrante contra um homem que devia dinheiro ao dentista.

Fonte: Cearanews7

De tanque cheio, cunhada de Temer faz piada

Cunhada do presidente Michel Temer, Fernanda Tedeschi ironizou em uma rede social o desabastecimento causado pela greve dos caminhoneiros. Na manhã desta sexta-feira, Fernanda — que é irmã mais nova da primeira-dama, Marcela Temer — publicou no Instagram uma foto mostrando o tanque cheio de um carro. “Ostentação”, escreveu.

No ano passado, outra publicação de Fernanda na rede social chamou a atenção: ela manifestou apoio a uma campanha de boicote aos produtos da JBS, após executivos da empresa firmarem um acordo de delação premiada. O presidente foi o principal alvo das denúncias.

Os caminhoneiros continuam mobilizados nesta sexta-feira, no quinto dia consecutivo da greve contra a alta no diesel, apesar do acordo firmado com o governo. Motoristas fazem protestos em pelo menos 24 estados e no Distrito Federal.

Temer vai assinar nesta sexta-feira um decreto para garantir o emprego das Forças Armadas na desmobilização da greve. As forças de segurança passarão a efetuar as ações, como, por exemplo, dirigir um caminhão e tirá-lo da estrada.

Em pronunciamento no Palácio do Planalto, o presidente afirmou que as principais reivindicações dos caminhoneiros já foram atendidas, e criticou uma “minoria radical” que não aderiu ao acordo negociado na quinta-feira:

— Atendemos todas as reivindicações prioritárias dos caminhoneiros que se comprometeram a encerrar a paralisação imediatamente, esse deveria ter sido o resultado do diálogo. Muitos caminhoneiros, aliás, estão fazendo sua parte. Mas, infelizmente, uma minoria radical tem bloqueado as estradas.

Fonte: Extra Globo