Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

quinta-feira, 31 de maio de 2018

APÓS PEDIDO DE INTERVENÇÃO, CONGRESSO DISCUTE SAÍDA DE TEMER

O pedido de intervenção militar manifestado em protestos pelo Brasil fez com que o risco de derrubada de Michel Temer chegasse a pauta do Congresso Nacional. De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, um parlamentar da base do governo defendeu a saída do emedebista durante uma reunião a portas fechadas no Senado.

No entanto, até mesmo a oposição se manifestou contrária e o presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE), relembrou que em cinco meses o país elegerá novo presidente. Segundo ele, é preciso garantir estabilidade até lá.

A senadora Lídice da Mata (PSB-BA) também reagiu à possível derrubada de Temer e afirmou que, dado o cenário, o presidente precisava ficar no cargo até o fim do mandato.

Na segunda-feira (28), o presidente da Abcam (Associação Brasileira dos Caminhoneiros), José da Fonseca Lopes, afirmou que a paralisação não é mais dos caminhoneiros, mas de pessoas que querem “derrubar o governo”.

“Não é o caminhoneiro mais que está fazendo greve. Tem um grupo muito forte de intervencionistas nisso aí. Eles estão prendendo caminhão em tudo que é lugar. […] São pessoas que querem derrubar o governo. Eu não tenho nada que ver com essas pessoas, nem nosso caminhoneiro autônomo tem. Eles estão sendo usados por isso”, disse.

Fonte: Notícias ao Minuto

NINGUÉM SEGURA A "ONDA" DE VIOLÊNCIA QUE ASSOLA O CEARÁ!

Uma quadrilha de assaltantes, fortemente armada, praticou dois ataques seguidos nesta manhã de quarta-feira (30), na área entre o Vale do Acarape e a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Os ladrões dispararam tiros de fuzil contra um carro-forte e, depois, atacaram um correspondente bancário entre os Municípios de Acarape e Chorozinho. Na fuga, diante do cerco policial que se fechava na região, abandonaram um carro com um fuzil dentro.

O primeiro ataque ocorreu por volta de 10 horas, quando a quadrilha interceptou um carro-forte da empresa de transporte de valores Prosegur. O fato aconteceu na BR-116, próximo ao Triângulo de Chorozinho (a 60Km de Fortaleza). Atingido por vários tiros de fuzis, o blindado foi parado e seus ocupantes rendidos. No entanto, o plano criminoso da quadrilha foi frustrado, pois não havia dinheiro no cofre-forte do blindado.

Cerca de uma hora depois, a mesma quadrilha, atacou um correspondente bancário na cidade de Acarape (a 54Km de Fortaleza) e levou todo o dinheiro. Na fuga, o bando passou a ser perseguido pela Polícia Militar e no trajeto pela rodovia estadual CE-253, abandonou um dos carros e seguiu noutros veículos. Dentro do Gol abandonado pelos assaltantes a Polícia encontrou um fuzil de calibre 5.56 com carregador.

O cerco aos criminosos continua na região com o emprego de patrulhas do Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque), do Batalhão de Policiamento Rodoviário estadual (BPRE), além de equipes das Polícias Civil e Militar de Pacajus, Chorozinho, Horizonte, Acarape, Redenção e Cascavel. O aparato policial terrestre está recebendo apoio de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer).

Ataques em série

Este foi o terceiro ataque a carro-forte no Ceará em apenas três dias. Na última segunda-feira (28), uma quadrilha atacou um blindado da empresa Brink’s quando os seguranças desembarcavam com malotes cujo dinheiro iria abastecer caixas eletrônicos do Shopping Avenida, na Aldeota. Houve tiroteio. Duas pessoas (um vigilante e um transeunte) ficaram feridas a tiros. A Polícia prendeu quatro suspeitos de envolvimento no caso.

Também na segunda-feira, bandidos atacaram e explodiram um carro-forte da empresa Prosegur na BR-222, na altura da localidade de Frios, em São Luís do Curu (a 79Km de Fortaleza). O blindado ficou completamente destruído e os ladrões fugiram com os malotes. Parte do dinheiro ficou espalhada em volta dos destroços do carro-forte.

Com informações do Jornalista Fernando Ribeiro