Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Grupo explode 2 bancos, troca tiros com a polícia e faz reféns no Ceará

Um grupo atacou, na madrugada desta sexta-feira (3), duas agências bancárias, ao mesmo tempo, na cidade de Missão Velha, na Região do Cariri. De acordo com a Polícia Militar, cerca de 10 homens chegaram na cidade por volta de 1 hora e armados com escopetas, pistolas e fuzis atacaram as agências bancárias. Eles explodiram o cofre e levaram todo o dinheiro.

Segundo a polícia, o grupo também cercou o destacamento policial da cidade, para evitar a chegada da polícia. Duas pessoas que estavam próximas ao local foram feitas reféns, mas foram liberadas sem ferimentos.
Policiais do Comando Tático Rural (Cotar), Batalhão de Divisas e de cidades vizinhas foram chamados para reforçar o patrulhamento, mas tiveram dificuldade em chegar em Missão Velha, porque segundo a polícia, os bandidos bloquearam os dois acessos a cidade com caminhões. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) foi chamada e teve troca de tiros com os bandidos.
Fuga e armas apreendidas

O grupo fugiu em direção a localidade de Jamacaru. Um carro usado na fuga foi encontrado abandonado. Na manhã desta sexta-feira, policiais fazem buscas em um matagal próximo a cidade de Jardim, cidade vizinha para prender os suspeitos. Já foram encontrados nesse matagal, dois fuzis, uma pistola, uma escopeta e parte do dinheiro. A suspeita da polícia é que o grupo que atacou os dois bancos seja de Pernambuco.




Fonte: G1

Sírio-Libanês demite médica suspeita de vazar exame de Marisa Letícia


O Hospital Sírio-Libanês desligou de seus quadros a médica Gabriela Munhoz, suspeita de divulgar em redes sociais resultados de exames da ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva. O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) abriu uma sindicância para apurar se houve violação ao Código de Ética por parte da profissional ou participação de médicos em supostas ofensas contra a mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Segundo o jornal O Globo, Gabriela, de 31 anos, formada pela Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, divulgou no grupo do WhatsApp de ex-colegas da faculdade detalhes sobre o diagnóstico da ex-primeira-dama. A partir daí, a informação se espalhou por outros grupos em alguns dos quais médicos fizeram ofensas à mulher de Lula.

"O Sírio-Libanês tem uma política rígida relacionada à privacidade de todos os seus pacientes e repudia a quebra do sigilo de pacientes por qualquer profissional de saúde. Por não permitir esse tipo de atitude entre seus colaboradores, a instituição tomou as medidas disciplinares cabíveis em relação à médica, assim que teve conhecimento da troca de mensagens", disse o hospital, em nota.




Fonte O Povo

Correios fecharão agências no País


Correios vai fechar agências no País (Foto: Divulgação/Correios)

 
Com quatro anos seguidos de prejuízo, os Correios estudam fechar agências próprias em grandes centros urbanos de todos os Estados brasileiros. A fusão de agências faz parte de um plano de economia que está sendo implementado pela direção para tentar reverter a crise que a Empresa Brasileira dos Correios e Telégrafos (ECT) enfrenta, mais de dez anos após ser o palco inaugural do mensalão.

O número ainda não está fechado, mas a estatal, que registrou em 2016 prejuízo em torno de R$ 2 bilhões, patamar semelhante ao de 2015, vai fundir agências consideradas "superpostas", ou seja, muito próximas. "O processo está sendo feito em consonância com o Ministério das Comunicações, porque sabemos as reverberações que a medida vai trazer", disse o presidente dos Correios, Guilherme Campos. Segundo ele, a estatal trabalha contra o tempo para colocar em prática o processo de "otimização e racionalização" dos serviços. Atualmente, os Correios contam com 6.511 agências próprias. Responsável pela condução do estudo de fusão das agências, o vice-presidente da rede de agência e varejo, Cristiano Morbach, adianta que o "número vai cair bastante".

A estratégia da empresa será ampliar a rede de agências franqueadas, pouco mais de mil hoje. Campos ainda planeja criar a figura de microempreendedor postal, uma pequena empresa que assumiria os serviços postais em localidades menores.

Com o fechamento de agências próprias, os Correios economizam nos custos de manutenção ou aluguel dos imóveis e no enxugamento do quadro de funcionários da Companhia.




Fonte Diário do Nordeste