Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 12 de fevereiro de 2017

FGTS inativo poderá cair direto na conta de clientes da Caixa

Foto Divulgação

Já pensou em não ter que enfrentar longas filas para receber o saldo de suas contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)? A instituição financeira está estudando a possibilidade de facilitar a vida dos clientes do banco e depositar, automaticamente, o crédito nas próprias cadernetas de poupança ou contas-correntes. As informações são do Blog do Vicente, do “Correio Braziliense”.

Apesar de a Caixa não querer comentar sobre o assunto, a iniciativa, que extinguiria as filas de saques para pelo menos dez milhões de usuários da instituição, teria sido ideia dos próprios técnicos da equipe econômica do banco federal.

No início do mês de março, as retiradas do FGTS de contas inativas serão, possivelmente, liberadas, promessa feita pelo governo neste ano. As consultas já podem ser feitas em www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/contas-inativas.




Fonte Noticias ao Minuto

Horário de verão termina próximo domingo (19)


O horário de verão acaba no próximo domingo (19), a partir da 0h, quando os relógios devem ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. A medida, em vigor desde outubro, tem como objetivo aproveitar melhor a luz solar durante o período do verão, além de estimular o uso consciente da energia elétrica.

A mudança de horário é adotada no Brasil desde 1931, e visa proporcionar uma economia de energia para o país, com um menor consumo no horário de pico (das 18h às 21h), pelo aproveitamento maior da luminosidade natural. Com isso, o uso de energia gerada por termelétricas pode ser evitado, reduzindo o custo da geração de eletricidade.

A previsão do governo é que o Horário de Verão deste ano resulte em uma economia de R$ 147,5 milhões, por causa da redução do uso de energia de termelétricas. Na edição anterior (2015/2016), a adoção do horário de verão possibilitou uma economia de R$ 162 milhões.



Fonte Diário do Nordeste