Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Chuva coloca SP em estado de atenção e causa dois desabamentos


Pelo menos dois desabamentos foram registrados no começo da madrugada deste domingo (5) depois da forte chuva que atingiu a cidade de São Paulo nesse sábado (4).

Segundo a Defesa Civil do município, uma laje desabou, por volta da 1h, na Rua Ibiajara, na altura do número 915, em Itaquera, na Zona Leste. De acordo com os moradores o telhado já estava apresentando "estalos" e o peso de duas caixas d'água pode ter sido decisivo para o desmoronamento. Não havia ninguém no imóvel no momento da queda.
Ainda de acordo com a Defesa Civil, em outro ponto da cidade, um muro que cercava um terreno baldio na Rua Francisco Araújo Correa, 55, em Perus, Zona Norte, também não resistiu e caiu. Em nenhuma das ocorrências houve vítimas.
A chuva que atingiu São Paulo no final da tarde se prolongou até a noite desse sábado (4). O CGE (centro de gerenciamento de emergências) colocou a cidade em estado de atenção para alagamentos, nas zonas Norte, Oeste, Sudeste, Sul, centro e as duas marginais por duas vezes.
CHUVA
Uma das regiões mais atingidas foi a zona leste da cidade. Segundo a Prefeitura Regional da Penha, houve o transbordamento dos córregos Franquinho e Tiquatira, colocando o bairro em estado de alerta por pelo menos uma hora.
Em Itaquera ocorreu um solapamento na rua Victório Santim, abrindo um rombo no asfalto de cerca de um metro de diâmetro, interrompendo o tráfego de veículos no local. Em Guaianases uma árvore ocupa a calçada da Rua Antônio Tadeu na altura do número 408.
O Bairro da Lapa, na zona oeste, também foi bastante prejudicado. Segundo o CGE, diversas ruas ficaram intransitáveis como a Rua Guaicurus com a viela Ema Angelo Murari, interrompendo o acesso ao viaduto Comendador Elias Nagib, próximo ao Mercado da Lapa. Muita gente ficou ilhada em lojas e comércios esperando a água baixar.
Também houve registro de alagamentos na Freguesia do Ó, na Zona Norte.
Fonte: Folhapress.

Asteroide passa perto da Terra e outro estaria em rota de colisão


O Observatório Nacional informou que um asteroide de grandes dimensões passa perto da Terra neste domingo (5), mas que não há risco de colisão. O objeto, identificado como 2013FK, tem 94 metros de diâmetro e passará a uma distância, segura, de 2,7 milhões de quilômetros do planeta. Há outro corpo celeste a caminho do planeta. Segundo o russo Dyomin Damir Zakharovich, o 2016 WF9 colidirá com a Terra no dia 16 de fevereiro.

De acordo com o Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovações  e Comunicações, o monitoramento espacial é feito pelo Observatório Nacional por meio do projeto Impacton (Iniciativa de Mapeamento e Pesquisa de Asteroides nas Cercanias da Terra). No Brasil, ele é feito por um telescópio, com espelho de 1,5 metro, instalado no interior do estado de Pernambuco.
No Observatório do Sertão de Itaparica, em Itacuruba (PE), são estudadas as propriedades físicas desses objetos. Além do 2013FK, o monitoramento identificou que, em outubro, outro asteroide, de 19 metros, passará a 38.400 quilômetros da Terra, o que representa um décimo da distância entre a Terra e a Lua. Também não existe chance de colisão.
Com o equipamento, os pesquisadores conseguem estudar as propriedades físicas dos asteroides. “A depender do seu brilho, tamanho e distância, um objeto pode ser visto da Terra até mesmo com o uso de binóculos”, diz nota do ministério.
Em 23 de setembro, o objeto 2006SR131, com 11 metros, se deslocará perto da Terra, a uma distância aproximada de 153 mil quilômetros. Até o momento, são os dois únicos identificados que estarão numa distância inferior entre a Terra e a Lua, que é de aproximadamente 384 mil quilômetros.
Fonte: Notícias ao Minuto