Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Quarto banco é assaltado e explodido no Ceará. Na madrugada de hoje, o alvo foi a cidade de Aiuaba


Uma quadrilha armada, composta por oito  homens, atacou, na madrugada desta quarta-feira (1º) a agência do Banco do Brasil da cidade de Aiuaba, na Região dos Inhamuns (a 430Km de Fortaleza). Usando artefatos, os ladrões explodiram os caixas eletrônicos, contudo, a Polícia não sabe, ainda, se o bando conseguiu roubar o dinheiro.
Conforme o relato de moradores à Polícia Militar, o ataque dos criminosos ocorreu por volta de 2h30. O bando chegou na cidade ocupando duas caminhonetas modelo Hilux, além de motocicletas. Logo em seguida, foram feitos vários disparos de armas de grosso calibre.
O passo seguinte foi explodir os caixas eletrônicos e o cofre na tesouraria. Mesmo assi, o cofre não abriu e os ladrões, então, partiram para os caixas eletrônicos.
A quadrilha agiu rapidamente e atirou contra o Destacamento da PM local. Em seguida, deu prosseguimento à fuga por uma estrada carroçável em direção à localidade de Barra e ao vizinho estado do Piauí.
Policiais do 13º BPM (Tauá) e de cidades vizinhas como Saboeiro, Arneiroz, Antonina do Norte e Parambu foram acionadas para dar início a um cerco na região, na tentativa de impedir que os criminosos desaparecessem. Também foram mobilizadas equipes do Comando Tático Rural (Cotar).
Histórico
Este foi o primeiro ataque com explosões a banco no Ceará em fevereiro e o quarto do ano de 2017.  Em janeiro, foram registradas ocorrências semelhantes em agências bancárias das cidades de Milhã, Tarrafas e Itaiçaba. 
Fonte: Ceará News 7

Amado Batista declara apoio a Jair Bolsonaro como presidente em 2018

O cantor é bastante popular no nordeste do País (Foto: Divulgação)

O cantor Amado Batista durante entrevista a rádio Cultura AM, de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, criticou artistas por usarem a Lei Rouanet sem necessidade e declarou apoio ao deputado Jair Bolsonaro (PSC) para a Presidência da República em 2018. Segundo ele, o Brasil está precisando de um pulso firme.

"Nós estamos precisando de um presidente de pulso firme, que seja democrático, mas que seja firme, Temos que votar em um cara que realmente tenha credibilidade, que seja uma pessoa como nós. O Jair Bolsonaro, por exemplo. Mas não é só votar nele, não. Você tem que votar também em quem o apoia, porque se não o cara não terá como governar, Bolsonaro é um cara democrático, que tem pulso firme, e tenho certeza absoluta que você não irá ver nada de corrupção com ele", declarou Batista.

Batista considera que o País vive um bom momento na economia, e que o maior problema está na corrupção, com lastros não apenas na política, mas em todos os segmentos da sociedade, inclusive no Judiciário. Para ele, a eleição de um presidente de pulso firme ajudaria o Brasil.

"A situação econômica do País é boa, com uma inflação baixa em relação ao que já foi. Muita gente não lembra dos 86% de inflação que a gente tinha na época do Sarney (presidente do Brasil de 1985 a 1990), por exemplo. Hoje nós temos uma inflação de 6% a 7% ao ano, que é bem favorável, mas poderia ser menos. Se fosse nos Estados Unidos nós teríamos uma inflação de 1% ao ano ou meio por cento ao ano, né. Economicamente nós estamos bem. Estamos muito mal é com a corrupção”, conta.

Amado Batista também fez uma critica aos artistas Chico Buarque de Holanda, Jô Soares, Ivete Sangalo e Claudia Leitte por usarem a Lei Rouanet sem necessidades.

“Nós vimos informações de um cara que não gosta do nosso País, que adora Fidel Castro, que adora Cuba, mas em compensação ele levou R$ 13 milhões da Lei Rouanet, que é o Chico Buarque de Holanda. O Jô Soares levou não sei quanto, a Claudinha Leitte levou R$ 6 milhões, a Ivete Sangalo não sei quantos milhões, entendeu? E essas pessoas não precisam disso. Eu acho isso horrível, mas eles estão dentro da lei. Se a lei existe, acho que não deveria existir uma lei para facilitar esse tipo de coisa. A lei deveria facilitar para arrumar emprego para as pessoas que precisam”, criticou. 




Fonte O Povo