Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Asfalto cede e viatura com 3 PMs cai em buraco em via de Maracanaú

Uma viatura do Ronda do Quarteirão de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza, caiu em um buraco após o asfalto da via ceder. O incidente aconteceu na manhã desta terça-feira (11).

De acordo com o comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Alves, os policiais trafegavam pela rua 31 e, no cruzamento com avenida 8 do bairro Jereissati, quando o buraco foi aberto.
viatura ronda buraco
Havia três PMs na viatura durante a queda, mas nenhum ficou ferido, conforme ainda o tenente coronel Alves, apenas danos materiais ao veículo.

DN Online

Senado aprova criação de documento que unifica RG, CNH e título de eleitor


Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
 O Senado aprovou nesta terça-feira (11) a criação de um Documento de Identificação Nacional (DIN), que deve reunir as informações de identificação do cidadão, como o Registro Geral (RG), a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o título de eleitor. A matéria agora segue para sanção presidencial. O relator do texto, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), adiantou que o presidente Michel Temer vai vetar os artigos referentes ao documento. O projeto também prevê a criação de uma base de dados nacional com informações, chamada de Identificação Civil Nacional (ICN). As informações serão geridas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que garantirá o acesso à União, aos estados, ao Distrito Federal, aos municípios e ao Poder Legislativo. A integração da ICN ocorrerá ainda com os registros biométricos das polícias Federal e Civil. O DIN será elaborado com base das informações compiladas por meio da base de dados. "O objetivo é permitir que os números sejam compartilhados por diversas entidades governamentais, para dar mais confiabilidade aos nossos documentos. Sabemos que, hoje, sem dados biométricos, a carteira de identidade, que é extraída nos estados, muitas vezes acaba servindo à falsidade e a atos ilícitos", comentou Anastasia.