Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

sábado, 28 de julho de 2018

Duas pessoas são presas por furto de energia no Crato


Duas pessoas foram presas em flagrante, na noite de ontem (26), durante operação de combate ao furto de energia da Enel Distribuição Ceará no município do Crato. Equipes da distribuidora identificaram irregularidades na medição de duas residências. A prisão foi realizada em flagrante e as pessoas foram conduzidas para a Delegacia do Crato.

Somente nos primeiros meses de 2018, 36 pessoas já foram presas por furto de energia. As prisões ocorreram em nove municípios do Estado, sendo Fortaleza (com cinco) e Tianguá (com quatro) as cidades com maior número de autuações. Ao longo de 2017, foram efetuadas 58 prisões.

A Enel Distribuição Ceará realiza investigações em todo o Estado e atua em conjunto com a Polícia Civil para efetuar as autuações. A companhia registrou, no primeiro semestre de 2018, mais de 104 mil inspeções. O trabalho é feito através de análise de dados internamente e, em campo, por cerca de 200 equipes.

Além de ser crime, com pena prevista de um a oito anos de reclusão, o furto de energia afeta diretamente a qualidade do serviço prestado pela distribuidora e põe em risco a população, principalmente as pessoas que manipulam a rede elétrica. As ligações irregulares podem causar curtos-circuitos e sobrecarga na rede elétrica, ocasionando interrupção no fornecimento de energia.

Ceará tem a gasolina mais cara do Nordeste

Segundo o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o Ceará tem a gasolina mais cara do Nordeste, R$ 4,76, ante R$ 4,39, preço praticado nos postos de combustíveis do Maranhão, o menor valor na região. Já o diesel ficou mais caro no bolso dos maranhenses, R$ 3,58, e perde apenas para o diesel S-10 de Alagoas, onde o valor do litro foi de R$ 3,63 em junho.

O levantamento, que traz dados de 18 mil postos credenciados em todo o Brasil, também mostrou que Pernambuco concentrou os menores preços para o diesel, diesel S-10, R$ 3,44 e R$ 2,47, respectivamente, como também para o GNV, R$ 2,59, valor abaixo da média nacional, que ficou em R$ 2,79.

O litro mais barato do etanol foi encontrado na Paraíba, por R$ 3,39, e o mais caro, em Sergipe: R$ 3,84. Na Bahia, o preço médio do litro da gasolina ficou em R$ 4,60, valor pouco acima da média da capital, que foi de R$ 4,57. O Rio Grande do Norte registrou o GNV mais caro da região, R$ 3,29, ante R$ 2,79 da média nacional.