Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 6 de agosto de 2016

Acusado de matar assassino de sua mãe em Juazeiro do Norte, foi morto com um tiro nas costas à altura dos pulmões, no final da manhã desta sexta-feira.


Acusado de matar assassino de sua mãe em Juazeiro do Norte, foi morto com um tiro nas costas à altura dos pulmões, no final da manhã desta sexta-feira.
Um crime de morte com características de vingança foi registrado em Juazeiro do Norte no final da manhã de ontem (05). O jovem Iderlan da Silva Farias 22 anos de idade, foi alvejado com um disparo de arma de fogo nas costas à altura dos pulmões e socorrido por populares para o Hospital Regional do Cariri aonde faleceu minutos depois. O óbito foi comunicado a perícia forense que fez o traslado do corpo para necropsia.
O crime ocorreu por volta das 11h54min, na casa  onde a vítima morava na rua Sete de Setembro, 391, Bairro Pio XII. Segundo a CIOPS, Iderlan era acusado de um crime de homicidio ocorrido  em junho deste ano em Juazeiro do Norte. O assassinato dele, de acordo informações de populares repassadas aos policiais que atenderam a ocorrência, teve a autoria de dois homens não identificados que fugiram tomando rumo ignorado, os quais continuam foragidos, apesar das diligencias efetuadas pela policia.                      
Ainda de acordo com a policia, na noite de domingo (06/06/2016), Iderlan foi preso em flagrante delito após matar a faca Cláudio José Guedes de Almeida, 30 anos, vulgo Kaká, este que  segundo a polícia, já possuía  antecedentes criminais por infração ao artigo12, estatuto do desarmamento (lei 10826) posse irregular de arma de fogo de uso permitido e que morava no mesmo bairro.
Naquele dia a polícia apurou que Iderlan já tinha tentado contra a vida de Kaká, no entanto, o revólver, na ocasião, não funcionou. Pouco tempo depois, Kaká chegou em frente a residência do seu desafeto, em seu carro, um Fiat/Palio Fire Flex cor verde, e efetuou vários disparos de arma de fogo baleando três parentes de Iderlan, a mãe Antônia da Silva Farias alvejada com vário tiros, o irmão Daniel da Silva Farias, 19 anos  alvejado com um disparo na perna esquerda e o pai, Idelfonso Farias Batista lesionado em uma das pernas. As vítimas foram socorridas a UPA do Limoeiro aonde a mulher veio a falecer.
Em meio a inúmeros disparos, o Iderlan, conseguiu chegar ao carro de Kaká e com um golpe de faca vitimou fatalmente seu inimigo. Na residência dele a polícia diz ter apreendido  uma faca de mesa ensanguentada, uma cartela contendo quatro munições intactas calibre 32, cinco cápsulas deflagradas calibre 38 e uma munição calibre 38 intacta. Na ocasião material junto com Iderlan  foi conduzido a Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro do Norte para os devidos procedimentos.  
Por: Redação/Agência Caririceara.com

A matança em Juazeiro contínua

Homicídio  na rua 22 de junho com 

nossa senhora de Lurdes
Vítima identificado por Ramon