Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

terça-feira, 5 de junho de 2018

FORAGIDO NO CARIRI: Preso numa casa de farinha em Araripe acusado de matar Cabo PM para roubar a arma

Hércules matou o Cabo PM Rodrigo em São Paulo e fugiu para o Ceará (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Policiais militares do Destacamento de Araripe prenderam um jovem acusado de crime de latrocínio no interior de São Paulo que teve como vítima um policial militar. Hércules Renan da Silva Santos, de 20 anos, residente na Rua Prata, 84 (Bairro Montanhão) em São Bernardo do Campo (SP), estava refugiado numa casa de farinha no Sítio Buracão na zona rural de Araripe.

A descoberta se deu a partir da denúncia recebida pela PM que um rapaz tinha ameaçado sua mãe, Luzinete Pereira da Silva, durante uma bebedeira. Uma patrulha com os Sargentos Roberto e Bento e os Soldados Matos, Wedson e Rafael saiu em diligencias à procura do acusado e a genitora dele já havia confessado que o mesmo tinha fugido de São Paulo após matar o Cabo da PM, Rodrigo Vieira dos Santos, de 40 anos.

O crime aconteceu no último dia 8 de maio em Santo André (SP) quando Hércules fugiu para a região do Cariri e estava morando em Araripe. Ao ser preso, ele negou a autoria do latrocínio, mas, após a confirmação da sua própria mãe, resolveu confessar. O fato foi comunicado à polícia e à justiça de Santo André que encaminhou o devido Mandado de Prisão Temporária de 30 dias contra Hércules.

O acusado é paulista de Santo André, foi trazido à Delegacia Regional de Polícia Civil de Crato e está recolhido à cadeia pública daquela cidade de onde será recambiado para São Paulo. Segundo noticiou a imprensa paulista, o latrocínio aconteceu no viaduto Engenheiro Luís Meira, na Vila Príncipe de Gales, em Santo André. O Cabo Rodrigo pilotava sua moto quando dois homens noutra moto se aproximaram dele.

Ao ser abordado, o policial teria reagido e, na sequência, ocorreu uma troca de tiros quando o policial terminou atingido por três tiros e morreu no pronto socorro municipal de Santo André. Hércules e seu comparsa que identificou apenas por “Carlos Henrique” abandonaram a moto do PM, mas levaram sua arma. Na Delegacia de Crato, Hércules disse que não sabia que se tratava de um policial. Veja a sua confissão.



Por Demontier TenórioMiséria.com.br

JUAZEIRO DO NORTE: Mulher não resistiu e morreu duas horas após ser atropelada pelo Metro do Cariri

Dona Antonia sofreu traumatismo craniano e morreu duas horas depois(Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

A doméstica Antônia Alves de Oliveira, de 52 anos, morreu por volta das 11 horas desta segunda-feira num dos leitos de UTI do Hospital Regional do Cariri (HRC) em Juazeiro do Norte, cerca de duas horas após ser atropelada por uma das composições do Metrô do Cariri. Ela morava na Rua José Caetano, 44 (Bairro Antonio Vieira) e o acidente aconteceu em torno das 9 horas da manhã de hoje quando ela atravessava a via férrea.

Ao perceber a aproximação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), ainda tentou retornar e não deu tempo. Dona Antonia caiu e terminou atropelada sofrendo traumatismo crânio encefálico e fratura exposta no tornozelo. O acidente aconteceu na Avenida Paulo Maia perto da Escola Profissionalizante Tenente Coelho e a mesma recebeu os primeiros socorros no local por profissionais de saúde do SAMU que a conduziram até o HRC.

A vítima chegou ao hospital em estado considerado grave e os imediatos procedimentos não foram suficientes para evitarem sua morte com o agravamento do quadro clínico. Ela trabalhava numa residência próxima ao local onde ocorreu o atropelamento e o seu corpo já está na Perícia Forense onde será necropsiado e devolvido à família para providenciar o velório e sepultamento.


Por Demontier Tenório
Miséria.com.br