Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

sábado, 9 de junho de 2018

Morto a tiros em Juazeiro atleta que treinava na base do Guarani


O atleta de futebol José Geraldo da Silva Júnior, de apenas 18 anos, o “Juninho Mossoró”, foi assassinado com vários tiros de pistola por volta das 14h30min desta sexta-feira em Juazeiro do Norte. Segundo testemunhas ele estava sentado na cadeira ao lado da mesa de um restaurante que funciona na Rua Pinto Madeira entre as ruas São Paulo e das Flores (Bairro Santa Tereza) quando foi baleado.

O autor dos disparos conversava com a vítima, mas não foi possível as testemunhas perceberem se houve discussão entre os dois, sendo que o acusado fugiu numa moto com a arma do crime. Juninho era de Mossoró (RN), esteve treinando como volante na base do Palmeiras de São Paulo e, recentemente, desembarcou em Juazeiro onde possui familiares, retornando ao Guarani onde estivera noutra oportunidade rápida.

Na tarde de hoje, dirigentes das categorias de base do Leão do Mercado disseram que se tratava de um jogador de futuro. O crime aconteceu a uma pequena distância da Delegacia da Mulher, onde funciona o Núcleo de Homicídios e os investigadores até se deslocaram à pé ao local. Com o assassinato de Juninho já são nove homicídios no mês de junho em Juazeiro e 43 no decorrer do ano.

Por Demontier Tenório///miseria.com.br

Menor de 17 anos foi morto a tiros de pistola agora há pouco no Pio XII em Juazeiro



“Bebê” foi morto a tiros no início desta tarde em Juazeiro (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

E a matança em Juazeiro do Norte parece não ter fim onde, após um bom período de calmaria, os homicídios estão se sucedendo no município e, somente nesta sexta-feira, já são três assassinatos. Por volta das 13 horas na Avenida José Bezerra, entre as ruas 7 de Setembro e Teodomiro Rocha (Pio XII), o adolescente Cleilson Barbosa Rodrigues, de 17 anos, que era apelidado por “Bebê”, foi executado a tiros de pistola calibre 380 por um homem que dele se aproximou pilotando uma moto Honda Bros.

No último dia 30 de abril “Bebê” tinha sido vítima de um atentado à bala ao passar perto do cruzamento das ruas Formosa e Domingos Sávio, naquele bairro, quando foi lesionado com um tiro na perna direita. O mesmo foi apreendido uma vez com drogas mais precisamente no dia 4 de março de 2015 por policiais militares do Serviço de Inteligência do 2º BPM quando tinha apenas 15 anos.

Além das 30 gramas de maconha ele e um irmão estavam com um narguilé que se constitui num acessório de origem árabe para o uso coletivo de tabaco. Os PMs vinham monitorando os passos dos dois garotos que foram abordados na Travessa São Sebastião (Pio XII) encontrando ainda no imóvel uma balança de precisão e dinheiro. Ele morava num casebre com o pai que foi músico e é deficiente visual. O assassinato de “Bebê” se constituiu no oitavo do mês de junho em Juazeiro e o 42º do ano no município.

Por Demontier Tenório///miseria.com.br