Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Após intenso tiroteio entre bandidos e a PM, sete corpos são achados na Urca

Image-0-Artigo-2412136-1
Tropas do Exército reforçaram a segurança e buscaram suspeitos dos crimes na Praia Vermelha

Sete corpos de supostos traficantes foram encontrados na Urca, bairro de classe média alta do Rio e zona militar. Na sexta-feira, a região foi palco de um intenso tiroteio entre bandidos e a Polícia Militar, que paralisou por duas horas a circulação do bondinho do Pão de Açúcar, um dos principais pontos turísticos do País.
Seis corpos estavam entre pedras em uma área próxima da Praia Vermelha, e outro foi localizado na mata que liga a Urca ao bairro vizinho do Leme. Familiares identificaram os corpos como sendo de traficantes que atuavam no Morro Chapéu Mangueira, no Leme, e acusaram a Polícia Militar de ter matado os homens após se renderem.
Em busca dos desaparecidos no confronto, familiares dos supostos traficantes fizeram uma caminhada de aproximadamente duas horas por trilhas na mata até a Urca, refazendo o trajeto percorrido pelos fugitivos na sexta-feira. Durante o percurso, conseguiram localizar seis corpos em pedras, à beira do mar, em uma região de difícil acesso conhecida como Pedra do Anel. O sétimo corpo foi localizado na mata. Os familiares informaram aos bombeiros sobre os corpos e peritos da Polícia Civil foram ao local para examiná-los.

Execução - Parentes dos mortos encontrados acusaram a PM de ter matado os seis traficantes quando eles já tinham se rendido, na mata do morro da Urca.
Depois os PMs teriam abandonado os corpos entre as pedras. Essa versão que aponta suposta execução foi contada aos parentes dos mortos por traficantes que conseguiram fugir.

Mais um fim de semana violento deixa 44 pessoas assassinadas no Ceará

Nas ruas de Fortaleza, 13 pessoas foram mortas entre a sexta-feira e o domingo

O Ceará sofreu mais um fim de semana violento, com, ao menos, 44 casos de assassinatos entre a sexta-feira (8) e o começo  desta segunda (11). Foram registrados 13 homicídios na Capital, além de 21 no interior do estado e mais 10 casos na Região Metropolitana de Fortaleza.
Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foram registrados 10 assassinatos nos seguintes Municípios: Caucaia (4), Aquiraz (2), Horizonte (2), Chorozinho e Itaitinga.
No Interior Sul, 11 pessoas foram assassinadas nos seguintes Municípios: Juazeiro do Norte (4), Tabuleiro do Norte, Crato, Mauriti, Acopiara, Iguatu, Tauá e Quixadá.
No Interior Norte foram outros 10 homicídios nos seguintes Municípios: Sobral (2), Coreaú, Itarema, Acarape, Barreira, Redenção, Ocara, Canindé e Ipaporanga.
Em Juazeiro do Norte, quatro pessoas foram mortas somente na última sexta-feira (8).