Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

segunda-feira, 1 de maio de 2017

MANHÃ SANGRENTA EM ITAPAJÉ: ATENTADO DEIXA TRÊS PESSOAS MORTAS DURANTE VELORIO


Manhã sangrenta no município de Itapajé neste domingo(30). Um atentado a bala deixou pelo menos tres pessoas mortas durante um velório no Bairro do Cruzeiro.  De acordo com informações, familiares e amigo se preparavam para o sepultamento de Francisco Wilker Alves Mendes (Zequinha), quando foram surpreendidos por atiradores em um carro.
Segundo relatos, os atiradores estavam encapuzados e portavam armas de grosso calibre. Duas pessoas morreram no local e uma terceira vitima veio a óbito no hospital. Até o momento não há informações sobre os acusados. O crime será investigado. O clima é de muita tensão na cidade. Os nomes das vitimas ainda não foram divulgados.

Homem mata ex-mulher a facadas após sair da prisão por Lei Maria da Penha




Preso em Barra Bonita (68 quilômetros de Bauru), o desempregado Carlos Alexandre Messias, de 24 anos, confessou ter matado a ex-mulher, Dayane Gianetty, de 27, porque ela o havia denunciado à polícia por agressões anteriores. Messias já havia agredido várias vezes a mulher e foi preso quando tentava matá-la, na Rodovia Raposo Tavares, em Ipaussu. As denúncias, com base na Lei Maria da Penha, fizeram com que ele ficasse quatro meses na prisão. Assim que foi libertado, Messias decidiu se vingar. No mesmo dia, ele foi atrás da mulher e a agrediu na frente dos dois filhos, mas parentes dela intervieram em defesa dela. A Justiça deu medida protetiva impedindo que o agressor se aproximasse a menos de 500 metros da ex-mulher. Com medo das ameaças de morte, Dayane deixou o emprego de frentista e se mudou de casa com os dois filhos. De nada adiantou a medida protetiva dada pela Justiça. No dia 21 de março, Messias foi atrás da vítima e a matou a golpes de faca. A Justiça decretou a prisão temporária do suspeito - ele era procurado. Messias foi localizado pela Polícia Militar escondido na casa de uma tia. O autor do crime foi levado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Bauru.


Postado por Vicente Rodrigues