Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 14 de maio de 2017

Justiça dá três dias para Eike pagar fiança de R$ 52 milhões


eikeO juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio, deu prazo de três dias para que o empresário Eike Batista pague a fiança de R$ 52 milhões pela concessão de prisão domiciliar.

A decisão foi tomada nesta sexta (12), mas o prazo passa a correr a partir do momento em que Eike for notificado. O empresário deixou o presídio Bangu 9 no último dia 30 depois de passar três meses preso.

Inicialmente, a fiança deveria ter sido paga até terça (9), mas o prazo foi suspenso após a defesa alegar que havia R$ 78 milhões do empresário bloqueados na Justiça do Rio por outros processos em que Eike é réu.

Bretas solicitou o resgate do dinheiro para a fiança, mas recebeu como resposta a informação de que não havia saldo suficiente para pagar os R$ 52 milhões. Na sexta, decidiu estipular novo prazo.

A defesa de Eike diz que ele está impossibilitado de pagar a fiança, já que todos os seus recursos estão bloqueados pela Justiça.

Na sexta (12), a 3ª Vara Criminal, que determinou o bloqueio em 2014, ampliou de R$ 162 milhões para R$ 900 milhões o limite total dos recursos que devem ficar à disposição da Justiça.

Em nota, a defesa diz que a decisão "implica na expropriação ilegal de todo o patrimônio de Eike Batista e, se não imediatamente revista, impossibilitará o pagamento da fiança".

Se não pagar, Eike poderá ser levado novamente à prisão.

Segundo o advogado Fernando Martins, atualmente, há R$ 240 milhões do executivo bloqueados pela Justiça.

Folhapress

Saiba como usar WhatsApp no computador sem precisar baixar nada e nem acessar site

A nova atualização do navegador Opera, que está sendo chamada pelos desenvolvedores como Opera Reborn, traz várias novas funções que já estavam disponíveis no seu navegador experimental, o Opera Neon. Dentre elas uma se destacará entre os usuários de aplicativos de troca de mensagens, especificamente o WhatsApp, Messenger (do Facebook) e o Telegram. Agora é possível utilizar esses mensageiros diretamente no navegador, não sendo necessário acessar nenhum site, utilizar extensões ou baixar nenhum outro programa que não o próprio navegador.
Foto: Divulgação

 
Assim que o Opera é instalado ele já está com o ícone do WhatsApp e do Messenger na barra lateral de acesso rápido. Só é necessário clicar, se logar no site e aí poderá trocar mensagens com os contatos sem precisar trocar as abas e com as notificações de novas conversas aparecendo na barra lateral. Ainda é possível customizar quais dos três mensageiros aparecerão na barra lateral.
Entre as outras novidades também estão o novo visual, com ícones redesenhados e animados, nova interface, novos visuais customizáveis, VPN (que camufla o IP da navegação para fins de privacidade) e bloqueador de propagandas já incluído no navegador.



Fonte O Povo