Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 11 de março de 2017

Eunício Oliveira libera R$ 80 milhões para obras hídricas no CE; assista


Presidente do Senado concedeu entrevista exclusiva ao Jornal da Cidade.


O senador Eunício Oliveira participou do Jornal da Cidade desta sexta-feira (10), onde concedeu entrevista aos apresentadores Bianca Saraiva e Cacá Monteiro. Durante a conversa, o presidente do Senado fez um balanço de seu primeiro mês no cargo e falou como tem usado sua aproximação com o presidente Michel Temer para beneficiar o Ceará.

Eunício começou a entrevista falando sobre a polêmica reforma da previdência. Segundo ele, nem todos os pontos do projeto devem ser aprovados no senado. O peemedebista ressaltou que a consistência da previdência deverá ser mantida para que o trabalhador não seja prejudicado com as mudanças. “A reforma não é para tirar os direitos dos trabalhadores e não para tirar os direitos”.

Perguntado sobre sua relação com o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), seu opositor na disputa das eleições de 2014, o senador ressaltou saber separar disputas políticas com os interesses do estado. “Como presidente do Senador no que eu puder ajudar o Camilo a conseguir recursos para beneficiar o povo cearense, eu farei”.

O Senador também falou das medidas tomadas por ele para amenizar os efeitos da seca no Ceará. “Eu, junto com o presidente Michel Temer, liberamos para o Ceará R$ 44 milhões do Ministério da Integração para que o governador possa resolver a questão do abastecimento de água na Região Metropolitana. Além disso, hoje foi garantido mais R$ 80 milhões para a construção de adutoras no estado”, disse.

Confira a entrevista completa com Eunício Oliveira:

Fonte: portal Cnews