Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 22 de março de 2017

Depois da paçoca, Anvisa proíbe papinha para bebês


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu na última segunda-feira, 20, a venda de produtos alimentícios para crianças da marca Papá no Prato. Segundo a agência, os alimentos eram comercializados online por um fabricante desconhecido e não tinham registro.

Os produtos Etapapá 1, 2, 3 e Frutas, além de outros gêneros da marca Papá no Prato foram proibidos de serem fabricados, comercializados e divulgados em todo o Brasil.

Na resolução publicada no Diário Oficial da União, a agência lembra que os alimentos de transição para lactentes e crianças da primeira infância (de 0 a 6 anos) são de registro sanitário obrigatório.

Em seu site, a Papá no Prato informa que está em manutenção para regularizar a documentação dos produtos na Anvisa.

Na segunda, a agência havia divulgado também a interdição de um lote de paçoca em rolha da marca Dicel, produzida em Goiânia, por conter alto teor de uma substância cancerígena.
 
Fonte Estadão Conteúdo

Homicídio na cidade Caririaçu

A foi  vítima  Paulo José Alves de Souza,   residente no sítio Traíra em Caririaçu, local do ocorrido sítio Jenipapeiro, o mesmo foi atingido por disparos de arma de fogo, vindo a óbito no local, as margens da Rodovia Padre Cícero naquela localidade.