Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

quarta-feira, 29 de março de 2017

Em apenas três meses, 88 adolescentes e duas crianças foram assassinados no Ceará


Violência armada no Estado não poupa a juventude e nem mesmo a infância. O tráfico não perdoa e elimina um menor a cada 24 horas no Ceará.
A cada intervalo de 24 horas, um adolescente é assassinado no Ceará. A média de um crime do gênero por dia é registrada desde o início do ano. Em 85 dias de 2017 (de 1º de janeiro a 26 de março), 88 adolescentes e duas crianças foram mortos no estado, em crimes de homicídio, latrocínio ou lesão corporal seguida de morte, os CVLIs (Crimes Violentos, Letais e Intencionais).

Os dados foram extraídos das estatísticas oficiais e publicadas no site da própria Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e mostram que o mês de janeiro foi o que apresentou, até agora, no ano, o maior número de mortes violentas de crianças e adolescentes no estado. Foram 36 vítimas, entre elas, um garoto de apenas 11 anos de idade, assassinado, a tiros, no dia 29 de janeiro, na Rua Tomas Edison, no bairro Itaoca, em Fortaleza.

Em fevereiro, mais 26 garotos e garotas, com idades entre 12 e 18, anos incompletos foram executados sumariamente.

Já no mês de março, no intervalo entre os dias 1º e 26, mais 28 mortes violentas, sendo 27 adolescentes e uma criança de apenas 7 anos de vida, o pequeno Pedro Henrique Lima dos Santos, morto a golpes de faca na madrugada do último dia 19, na casa de seus pais, na cidade de Uruburetama (a 109Km de Fortaleza).

Vítimas

Entre os 88 menores mortos figuram na lista três garotas. Geysa Araújo de Menezes, que tinha 17 anos, foi morta a facadas no dia 11 de janeiro na cidade de Nova Russas (299Km de Fortaleza). Já no dia 18 também de janeiro, Maria Jeziane Pinheiro de Menezes, 16 anos, foi assassinada, a golpes de faca, em São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), a 55 quilômetros da Capital.

A adolescente Ana Carolina Rodrigues dos Santos, que tinha apenas 15 anos, também é uma das vítimas da violência. Passavam poucos minutos das 16 horas do dia 5 de março último, quando em meio a um tiroteio de gangues, a estudante foi morta na porta de casa, na Rua Ayrton Senna, no bairro Jangurussu.

A mais recente vítima da violência foi a jovem Rayane de Sousa Silva, 16 anos. Na tarde do último domingo (26), ela acabou sendo morta pelo próprio namorado, um garoto da mesma idade com quem vivia maritalmente. Ele disparou um tiro na cabeça dela. O crime ocorreu na casa onde os dois moravam juntos, no bairro Várzea Alegre, na cidade de Russas (a 163Km da Capital). O rapaz acabou apreendido pela Polícia Militar e alega que o tiro foi acidental.

Fonte: Cearanews7

Menina de 4 anos é raptada enquanto brincava na rua no Bairro Aerolândia, em Fortaleza


Segundo testemunhas, Débora Lohanne teria sido arrastada por flanelinha para dentro da mata fechada do Rio Cocó.
Uma criança de 4 anos, identificada como Débora Lohanne, desapareceu na noite da última segunda-feira (27), na Avenida Raul Barbosa, no Bairro Aerolândia, em Fortaleza, enquanto brincava próxima a sua casa.

A mãe sentiu falta da garota, por volta das 19h, quando chamou Débora para ir jantar, mas ela não estava no lugar como de costume.

Segundo informações de uma testemunha, a garotinha estava brincando com outras crianças próxima a residência que fica localizada na Rua Alecrim, do lado da Raul Barbosa, quando um homem chegou e levou Débora pelo braço.

De acordo com moradores, um homem que trabalha com flanelinha, sem um dos braços, raptou a criança e entrou na mata fechada do Rio Cocó, e gritos da criança ainda foram ouvidos.

Logo após o sumiço da menina, a mãe e amigos acionaram a Polícia, que junto com o Corpo de Bombeiros, e também o helicóptero do Ciopaer, começaram as buscas no mato que fica próximo ao viaduto da Raul Barbosa.

Além disso, pessoas também entraram na mata fechada em busca da criança, que até o momento ainda não apareceu.

Via Tribuna do Ceara

Até quinta-feira, 500 bandidos presos no IPPOO 2 estarão de volta às ruas



A Secretaria da Justiça assegura que a medida tem como objetivo “reduzir a população carcerária” e informa que os detentos soltos receberão tornozeleiras eletrônicas.
Enquanto a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) corre para prender e tirar das ruas bandidos que inquietam a população, matando e roubando os cidadãos, outra secretaria do estado, a de Justiça e da Cidadania (Sejus), faz o percurso inverso: corre para soltar aqueles que estão atrás das grades.

Isso vai acontecer a partir desta terça-feira (28), quando a Sejus, em parceria com a Defensoria Pública do Estado e o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), inicia mais um mutirão carcerário, com o objetivo de “reduzir a população carcerária”, conforme o próprio órgão informou em seu site.

O alvo da ação dois três órgãos serão os detentos hoje recolhidos no Instituto Presídio Professor Olavo Oliveira Dois (IPPOO 2), no Município de Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Cerca de 500 presos, entre homicidas, traficantes de drogas, latrocidas, assaltantes, estupradores, seqüestradores e golpistas poderão ganhar a liberdade até quinta-feira (30) e já estarão soltos no próximo fim de semana.

Tornozeleiras

Ainda de acordo com a Sejus, em seu comunicado no site da instituição, os presos que serão postos nas ruas serão beneficiados com a progressão de regime, passando do aberto para o semiaberto. Uma equipe do setor de monitoramento estará presente no mutirão para “acelerar as decisões judiciais que indicarem o uso de tornozeleiras eletrônicas.

O objetivo da Sejus é claro: quer reduzir o número de detentos nos presídios. “a ação ameniza um dos maiores problemas do Sistema Penitenciário, que é a superlotação”confirma André Campos, advogado da Sejus.

O mutirão começa nesta terça-feira às 9h30.

Fonte: Cearanews7