Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 26 de março de 2017

Filha mata a própria mãe por causa de cinco reais no Maranhão



post-feature-image

Um crime bárbaro chocou a população de Presidente Dutra na manha deste sábado(25), uma filha de nome ainda não identificado teria matado sua mãe asfixiado por causa de 5,00.

O crime aconteceu na Rua do Aeroporto, bairro Campos Danta, na periferia de Presidente Dura. De acordo com informações, a acusada teria matada sua mãe por causa de 5,00, que seria usado para comprar drogas.

Uma equipe do SAMU já fez a retirada do corpo da vitima e encaminhou para o Hospital Materno Infantil.

A acusada do assassinato já foi encaminhada para a 13º delegacia Regional de Presidente Dutra.
 | Créditos: neto weba

Ação de Moro contra blogueiro incomodou o STF



A condução coercitiva do blogueiro Eduardo Guimarães, determinada pelo juiz federal Sergio Moro nesta semana, deixou ministros do STF incomodados. Um dos mais antigos da corte se disse chocado com o argumento do magistrado de que Guimarães não é jornalista. Quem seria o juiz, diz o ministro, para dizer se alguém é ou não jornalista? A informação é de Mônica Bergamo, hoje na Folha de S.Paulo.

Lembra a colunista que o próprio Supremo já definiu que não é preciso diploma de jornalista para exercer a atividade.

A força-tarefa da Lava Jato tem defendido a necessidade das conduções coercitivas. Na mais espetacular delas, com o ex-presidente Lula, os procuradores afirmaram que houve a determinação para protegê-lo.

A Federação do Jornalistas Profissionais(FENAJ) condenou a ação do juiz Moro e garantiu que Eduardo Guimarães é jornalista.