Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

domingo, 5 de março de 2017

Empresários se estranham durante bebedeira, sacam armas e matam um ao outro


Uma discussão em um bar terminou em tragédia em Santa Luzia no estado da Paraíba, na tarde deste sábado (4). Dois empresários morreram após serem baleados um pelo outro em um desentendimento. Segundo a Polícia Militar, os homens identificados pelos nomes de Júnior de Assis e Jamil estavam bebendo juntos quando começaram a discutir. Após se levantarem da mesa onde bebiam, os homens sacaram armas e iniciaram uma troca de tiros. Ainda segundo a PM, os dois homens foram atingidos por tiros e não resistiram aos ferimentos, morrendo lado a lado antes de receberem atendimento médico. A polícia não soube informar o que teria motivado a discussão e a troca de tiros. Não houve outros feridos. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas ao chegar apenas constatou os dois homens mortos. A polícia averigua as circunstâncias do crime, mas até o momento revela ter recebido informações desencontradas sobre as mortes. Portal Litoral

Polícia investiga homicídio de travesti que foi espancada até a morte no CE


A Polícia do Ceará investiga o homicídio da travesti Dandara do Santos, de 42 anos, após ter sido espancada até a morte em Fortaleza. O crime aconteceu no dia 15 de fevereiro, no Bairro Bom Jardim, e ganhou repercussão nas redes sociais após o compartilhamento do vídeo que mostra a travesti sendo agredida por um grupo de homens no meio da rua.

O vídeo, gravado por uma pessoa que está com o grupo de agressores, mostra parte da violência. Três homens dão chutes e batem em Dandara com um chinelo. Ela fica com marcas de sangue pelo corpo e não consegue reagir. Os suspeitos ordenam que a travesti suba em um carrinho de mão. Machucada, ela não consegue levantar e cai novamente ao chão, quando dois agressores dão chutes direto na cabeça da vítima.

O governo do Ceará emitiu uma nota de repúdio em relação aos "atos de violência e intolerância como o que praticado contra Dandara dos Santos", morta por brutal espancamento". Leia abaixo a íntegra da nota do Governo do Ceará.
Durante toda a gravação, Dandara é vítima de gritos e ofensas. Outros dois rapazes aparecem pelas costas da travesti. Um deles a agride com um pedaço de madeira. O outro também dá chutes na cabeça e também acerta um objeto na cabeça da vítima.

O vídeo tem 1 minuto e 20 segundos e termina quando eles colocam a vítima no carrinho de mão e descem a rua. Segundo a polícia, depois dessa gravação, o grupo espancou a travesti até a morte.


O caso está sendo investigado pelo 32º Distrito Policial. Em nota, a polícia informou que as investigações estão "bem adiantadas, porém não é possível repassar detalhes para não comprometer o trabalho policial". Nas redes sociais, internautas lamentaram o caso e denunciaram a intolerância e crime de transfobia.
Nota de repúdio

O Governo do Ceará vem a público manifestar o seu mais profundo repúdio a atos de violência e intolerância como o que foi praticado contra Dandara dos Santos, morta por brutal espancamento. Cumpre informar que toda a estrutura da Segurança Pública do Estado está mobilizada para a apuração do crime e punição dos responsáveis.

Este governo acredita e defende, por meio de uma estrutura de direitos humanos vinculada ao Gabinete do Governador e por políticas públicas vigentes, que o pluralismo, a diversidade e a tolerância são valores fundamentais para a democracia. Estes são pilares inalienáveis de uma sociedade inclusiva e justa.
A Coordenadoria Especial de Políticas Públicas para LGBT do Estado do Ceará tem entre suas atribuições a execução de políticas de atendimento e de afirmação das minorias de gênero, assim como a contribuição efetiva para o debate sobre todas as questões relativas à população LGBT.
Em consonância com os preceitos das liberdades individuais e dos direitos humanos, reafirmamos nossa opção pela vida humana, renegando toda e qualquer manifestação de preconceito.


04.03.2017

José Élcio Batista
Secretário-chefe do Gabinete do Governador

Fonte: G1