Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sábado, 4 de março de 2017

Carnaval registrou 46 mortes no Ceará


Clique para Ampliar
O Ceará registrou 46 assassinatos durante o carnaval deste ano, conforme dados divulgados nesta quinta-feira, 02, pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). Apesar da violência, se comparado com igual período de 2016, houve uma redução de 12,5% no número de Crimes Violentos Letais e Internacionais (CVLIs), que englobam homicídios, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios.
As cidades do interior do estado registraram 26 assassinatos; um a mais que o índice de 2016. Em Fortaleza foram 10 mortes, mesmo número registrado no carnaval do ano passado. Já na Região Metropolitana, foram 10 homicídios neste ano, contra 18 durante o feriado prolongado de 2016.
A polícia apreendeu 91 armas de fogo durante o feriado de carnaval no Ceará. Em 2016, foram 66 armas apreendidas. Ainda foram apreendidos 37 quilos de drogas, cerca de 5 quilos a mais que no carnaval do ano anterior.
Com relação ao trabalho do Corpo de Bombeiros, foram realizados 59 salvamentos na água. Onze pessoas morreram afogadas, mesmo número registrado no feriado do ano passado.
“O resultado do balanço foi bastante positivo, com destaque para a redução de mais de 12% da quantidade de CVLIs em todo o Estado e na queda de mais de 15% no número de vítimas fatais em acidentes nas estradas”, ressaltou o secretário da SSPDS, André Costa.
Violência nas estradas
Conforme a SSPDS, o número de vítimas de acidentes nas rodovias estaduais teve uma queda de 15,39%. Foram 11 mortes neste carnaval, contra 13 no ano passado. Dos óbitos, 4 envolveram motocicletas.
Além dos acidentes, a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) aplicou 4.830 infrações. Um total de 355 veículos foram apreendidos por possuírem algum tipo de irregularidade.
operação de carnaval da SSPDS foi finalizada na manhã desta quarta-feira (1º). A ação contou com o efetivo de 2.103 policiais militares, 324 policiais civis, 615 agentes do Corpo de Bombeiros e 36 da Perícia Forense, além de 62 servidores das coordenadorias da Secretaria da Segurança.
Site: G1-CE

Carretas prensam Gol e matam motorista na BR-364 na manhã desta sexta-feira



O acidente aconteceu na manhã desta sexta-feira na altura dacida de de Rondonópolis

Carretas prensam Gol e matam motorista na BR-364 na manhã desta sexta-feira

TRAGÉDIA - Mais uma tragédia. Mais uma grande tragédia nas estradas de mato Grosso. UM carro modelo Gol, com placa de Belo Horizonte (MG), foi esmagado ao ficar prensado entre duas carretas, matando o motorista na hora, também prensado entre as ferragens.
O acidente, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) aconteceu por volta das 7 horas da manhã desta sexta-feira, 3 no quilômetro 380 da BR-364, no perímetro urbano da cidade de Rondonópolis (Sul, a 220 quilômetros de Cuiabá).
Um das carretas bateu na traseira do Gol, que bateu na traseira de outra carreta à frente e as duas carretas ainda prensaram o carro. O nome do motorista do Gol ainda não foi identificado.
Agentes da Polícia Rodoviária Federal foram para o local para controlar o tráfego que já estava congestionado por causa de outro acidente às proximidades nos dois sentidos, mas as duas pistas já foram liberadas. As causa do acidente ainda serão investigados.
Fonte: Trindade/Redação 24 Horas News

Minas Gerais confirma 99 mortes por febre amarela



post-feature-image

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) publicou na tarde de hoje (3) mais um boletim epidemiológico com dados sobre a  febre amarela no estado. São 99 mortes com confirmação para a doença, nas quais 87,8% envolvem vítimas do sexo masculino com média de idade de 45 anos. Outros 82 óbitos seguem em investigação.

Ao todo, o estado contabiliza 1.063 notificações, das quais 57 foram descartadas e 260 casos confirmados. Os boletins da SES-MG estão sendo divulgados às terças e sextas-feiras. O atual surto é considerado o maior no Brasil desde 1980, quando o Ministério da Saúde passou a disponibilizar dados da série histórica. Até então, o ano com a situação mais grave havia ocorrido em 2000, quando morreram 40 pessoas.

O total de municípios mineiros com casos confirmados de infecção é 46. Outras 88 cidades possuem casos suspeitos. Os quadros mais preocupantes são os de Ladainha, Novo Cruzeiro e Caratinga. Nestas cidades já houve, respectivamente, 30, 24 e 23 confirmações de febre amarela.

Belo Horizonte ainda não possui nenhuma notificação de infecção em humanos, mas registrou resultado positivo na análise de macacos encontrados mortos . Há algumas semanas, a Secretaria de Saúde da capital mineira informou que cinco moradores foram internados  e  já receberam alta. No entanto, todos eles estiveram em áreas afetadas pelo surto e a hipótese trabalhada é uma possível infecção em outros municípios.

A febre amarela atinge humanos e macacos.  A doença é causada por um vírus da família Flaviviridae e ocorre em alguns países da América do Sul, América Central e África. No meio rural e silvestre, ela é transmitida pelo mosquito Haemagogus. Em área urbana, o vetor é o Aedes aegypti, o mesmo da dengue, do vírus Zika e da febre chikungunya. Segundo o Ministério da Saúde, a transmissão da febre amarela no Brasil não ocorre em áreas urbanas desde 1942. Até o momento, nenhum dos casos em Minas Gerais são considerados urbanos pelos órgãos públicos.

A principal medida de combate à doença é a vacinação da população. O imunizante é ofertado gratuitamente nos postos de saúde por meio do Sistema Único de Saúde. A aplicação ocorre em dose única, devendo ser reforçada após dez anos. No caso de crianças, o Ministério da Saúde recomenda a administração de uma dose aos 9 meses e um reforço aos 4 anos.
 Créditos:  Estado de Minas