Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 2 de maio de 2017

PRF registra 17 acidentes com uma morte na operação “Dia do Trabalho” no Ceará


Operação começa nesta sexta (28) segue até a segunda-feira (1º) (Foto: Divulgação/PRF)
Operação começa nesta sexta (28) segue até a segunda-feira (1º) (Foto: Divulgação/PRF)

A Polícia Rodoviária Federal do Ceará (PRF-CE) registrou na operação “Dia do Trabalho”, em alusão ao Dia de Trabalhador, celebrado em 1º de maio, 17 acidentes, com 14 feridos e uma morte nas estradas cearenses. A ação seguiu até as 23h59 de segunda-feira (1º), com fiscalizações mais intensas nas rodovias federais, com foco no excesso de velocidade, embriaguez ao volante e ultrapassagens irregulares.

Desde a última sexta-feira, 28, a PRF fiscalizou 3.481 veículos e 3.648 pessoas. Foram lavrados 1.728 autos de infração. Quinze animais foram retirados de rodovias federais. Setenta e quatro CRLVs e 20 CNHs foram recolhidos.

O acidente fatal foi registrado no sábado (29), no município de Palhano, Região Jaguaribana do Ceará. Segundo a polícia uma colisão entre uma moto e caminhão deixou o condutor da moto morto. Acidente aconteceu na BR-116, no Km 145,7. O motociclista de 33 anos não resistiu aos ferimentos e morreu ainda na pista.

Foram realizados 1.403 testes de alcoolemia, 16 pessoas foram autuadas e duas detidas por dirigir sob efeito de álcool. Segundo a polícia, 1.484 pessoas foram sensibilizadas em atividades de educação para o trânsito. A polícia registrou 888 imagens de veículos trafegando em excesso de velocidade foram capturadas pelos radares fotográficos. 



Fonte G1 Ceará

Feriadão sangrento no Ceará deixou 72 mortos, com 65 homicídios e 7 mortes em acidentes

Homicídio 
A criminalidade tem deixado um rastro e sangue e morte na periferia de Fortaleza e RMF
Setenta e duas pessoas tiveram morte violenta em todo o Ceará durante o fim de semana prolongado pelo feriado mundial do Dia do Trabalhador. Embora sejam ainda parciais, as estatísticas revelam que no Estado, 65 pessoas foram assassinadas e outras sete morreram em decorrência de acidentes de trânsito, a maioria em estradas. Somente em Fortaleza, 24 pessoas foram mortas entre a última sexta-feira (28) e o começo da madrugada desta terça (2). Em quatro dias, a média de homicídios no Ceará foi de 16,2 casos.
Na Capital, os 24 assassinatos foram registrados nos seguintes bairros: Aldeota, Messejana (2), Montese, José Walter, Jardim Iracema (2), Barra do Ceará (2), Cambeba, Bom Jardim (2), Sapiranga-Coité (2), Jardim das Oliveiras, Centro, Carlito Pamplona, Vicente Pinzón, Granja Portugal, Canindezinho, Colônia, Genibaú, Conjunto Palmeiras e Jangurussu.
Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 13 pessoas acabaram mortas no feriadão, nos seguintes Municípios: Maracanaú (4), Horizonte (2), Caucaia (2), Guaiúba, Maranguape, Cascavel, Pacajus, e  Aquiraz.
Interior do estado
Vinte e oito pessoas foram assassinadas no Interior cearense em quatro dias de feriadão. No Interior Norte, foram 14 registros de homicídios nos Municípios de Itapajé (4), Paraipaba (2), Sobral, Acarape, Massapê, Canindé, Palmácia, São Benedito, Crateús e Quiterianópolis. 
Já no Interior Sul, foram mais 14 assassinatos nos seguintes Municípios: Juazeiro do Norte (3), Tabuleiro do Norte (2), Brejo Santo, Catarina, Russas, Morada Nova, Caririaçu, Jaguaribara, Beberibe, Pedra Branca e Milagres.
Acidentes
Sete pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito como quedas, tombamento, atropelamento, choque e colisão. Das sete vítimas, quatro eram ocupantes (pilotos ou garupeiros) de motocicletas. Os óbitos ocorreram em Fortaleza (bairro Cambeba), Ipaumirim (centro), Palhano (BR-116), Jaguaribe (CE-275, Distrito de feiticeiro), Russas (BR-116, Ponte do Riachinho), Salitre (Sítio Jia) e Baturité.//////////////http://blogdofernandoribeiro.com.br/