Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

terça-feira, 2 de maio de 2017

Ceará registrou 71 mortes violentas nos quatro dias do feriadão, com 64 homicídios


No período, entre sexta-feira (28) e o começo da madrugada desta terça (2) o Ceará registrou uma média de 16 casos de assassinatos por dia Somente em Fortaleza foram registrados 24 assassinatos, além de 13 na Região Metropolitana e 27 no Interior Setenta e uma pessoas tiveram morte violenta em todo o Ceará durante o fim de semana prolongado pelo feriado mundial do Dia do Trabalhador. Embora sejam ainda parciais, as estatísticas revelam que no Estado, 64 pessoas foram assassinadas e outras sete morreram em decorrência de acidentes de trânsito, a maioria em estradas. Somente em Fortaleza, 24 pessoas foram mortas entre a última sexta-feira (28) e o começo da madrugada desta terça (2). Na Capital, os 24 assassinatos foram registrados nos seguintes bairros: Aldeota, Messejana (2), Montese, José Walter, Jardim Iracema (2), Barra do Ceará (2), Cambeba, Bom Jardim (2), Sapiranga-Coité (2), Jardim das Oliveiras, Centro, Carlito Pamplona, Vicente Pinzón, Granja Portugal, Canindezinho, Colônia, Genibaú, Conjunto Palmeiras e Jangurussu. Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 13 pessoas acabaram mortas no feriadão, nos seguintes Municípios: Maracanaú (4), Horizonte (2), Caucaia (2), Guaiúba, Maranguape, Cascavel, Pacajus, e Aquiraz. Interior do estado Vinte e sete pessoas foram assassinadas no Interior cearense em quatro dias de feriadão. No Interior Norte, foram 14 registros de homicídios nos Municípios de Itapajé (4), Paraipaba (2), Sobral, Acarape, Massapê, Canindé, Palmácia, São Benedito, Crateús e Quiterianópolis. Já no Interior Sul, foram mais 13 assassinatos nos seguintes Municípios: Juazeiro do Norte (3), Tabuleiro do Norte (2), Brejo Santo, Catarina, Russas, Morada Nova, Caririaçu, Jaguaribara, Beberibe e Milagres. Acidentes Sete pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito como quedas, tombamento, atropelamento, choque e colisão. Das sete vítimas, quatro eram ocupantes (pilotos ou garupeiros) de motocicletas. Os óbitos ocorreram em Fortaleza (bairro Cambeba), Ipaumirim (centro), Palhano (BR-116), Jaguaribe (CE-275, Distrito de feiticeiro), Russas (BR-116, Ponte do Riachinho), Salitre (Sítio Jia) e Baturité. Fernando Ribeiro CNews 7

Pesquisa aponta que 34% das pessoas têm mais vergonha que orgulho de ser brasileiro


Foto: Reprodução / Blogspot Cavaleiro Conde
 Em tempos de crise política, se perdeu também o nacionalismo. A pesquisa DataFolha, divulgada no domingo (30), mostrou que nunca houve tanta gente com mais vergonha que orgulho de ser brasileiro. Atualmente 34% dos entrevistados se sentem envergonhados – número que tem crescido desde o fim de 2014. Os orgulhosos ainda representam maioria, 63% das pessoas, mas essa é a menor taxa histórica desde março de 2000. Os dados acompanham os níveis de insatisfação do brasileiro, tanto com o governo impedido de Dilma Rousseff (PT) quanto com o atual mandato de Michel Temer (PMDB). Assim, morar no país é ruim ou péssimo para 20% da população, regular para 26% e bom ou ótimo para 54%. Esse número, no entanto, registra uma queda de sete pontos percentuais desde o final do ano passado. O levantamento da Folha de S. Paulo ouviu 2.781 pessoas em 172 municípios do país.

Vídeo registra agressão de policial a mulher em ponto turístico de Fortaleza


Vídeo foi registrado por quem passava pelo local (FOTO: Reprodução)

Um vídeo que mostra a agressão de um policial a uma mulher repercutiu na internet. As imagens, divulgadas no domingo (30), mostram uma discussão entre uma mulher e um policial, que acabou em um tapa na cara, na Avenida Beira Mar, em Fortaleza.

O vídeo mostra uma mulher, com roupas de esporte e tênis, falando com um policial. É quando o policial acerta um tapa na mulher e manda ela falar baixo. Outro policial chega mais próximo e afasta a mulher, até que ela decide ir embora.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, por meio de nota, que o caso está sendo apurado e que o policial agressor foi afastado de suas funções e se apresentará no Quartel do Comando Geral (QCG), nesta terça-feira (02). Ainda ressaltou que não compactua com nenhum tipo de violência e não apoia ações excessivas por parte de seus servidores.

“A pasta também orienta aos cidadãos que tiverem denúncias relativas à atuação policial ou presenciarem práticas abusivas por parte de agentes de segurança a formalizarem a queixa junto à Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará (CGD), para que tais ações sejam devidamente investigadas”.





Fonte Tribuna do Ceará