Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 3 de março de 2017

Servidor que utilizar redes sociais durante expediente será punido no interior do Ceará

Os servidores públicos de Choró que utilizarem as redes sociais entre outros – durante o expediente de trabalho serão punidos, de acordo com a normativa do prefeito Marcondes Jucá (PEN). “Quem for flagrado utilizando celular ou outro equipamento como WhatsApp e Facebook, será suspenso do serviço”, adverte.

A norma irá punir com desconto no salário de até três dias e deverá começar a ser aplicada ainda este mês no município.

Em 60 dias do primeiro mandato, Jucá notou ser “um vício prejudicial ao empenho e produtividade dos funcionários” o uso das redes sociais nos horários de trabalho. “Fui eleito pelo meu povo para representá-lo. Farei isso, mesmo que a medida desagrade alguns. Quem for consciente, vai entender”, ressaltou.

Agora, o gestor trabalha com a divulgação da decisão nos órgãos públicos. O município de Choró, a 186 km da Capital cearense, tem pouco mais de 13 mil habitantes e menos de 300 servidores municipais.

DN Online

Após depoimento, Planalto vê risco real para Temer se a chapa não for dividida

Pedro Ladeira - 7.set.15/Folhapress
Após o depoimento de Marcelo Odebrecht à Justiça Eleitoral, o Planalto passou a ver a separação da chapa Dilma-Temer — ou, ao menos, da responsabilidade sobre as contas — como única maneira para que o presidente se salve. 

A avaliação é a de que a fala, respaldada pela homologação da delação no Supremo, é suficiente para a cassação do mandato caso a corte decida pela unidade da chapa presidencial. Em caso de separação, a aposta é a de que o presidente ainda pode sobreviver.