Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Divididos, ministros do STF avaliam condições para aumentar salário de juiz

Os ministros do Supremo Tribunal Federal estão profundamente divididos diante da proposta de reajuste de 12% dos seus salários, aumento que teria efeito cascata e impacto estimado em R$ 3 bilhões. A informação é da Coluna Painel, da Folha de S.Paulo desta segunda-feira.

De acordo com a Painel, uma ala é a favor da aprovação do novo subsídio sem contrapartidas. Outra sugere que o STF condicione o reajuste, que melhoraria os salários de juízes em todo o país, ao fim do auxílio-moradia e outros benefícios pagos pelos tribunais estaduais, e a uma reforma da magistratura.

A presidente do Supremo, Cármen Lúcia, é contra o aumento, mas delegou a decisão ao colegiado, que deverá decidir em reunião administrativa na quarta-feira (8). Em encontro anterior, os ministros rejeitaram o reajuste por ampla maioria. A discussão, dizem, será apertada desta vez.

Mortes por AVC no Ceará só perdem para a violência

O Ceará registra cerca de 16 mil casos de AVC (Acidente Vascular Cerebral) por ano, dos quais uma média de quatro mil vão a óbito. Os dados são do Núcleo de Prevenção ao AVC, do Hospital Geral de Fortaleza, que tem como coordenador o médico João José Carvalho, um dos mais conceituados especialistas em dor de cabeça do mundo.

Os números, segundo ele, andaram diminuindo, porque o governo estadual ampliou a rede de atendimento nessa área. O Hospital Regional do Cariri e a emergência do Hospital Regional de Quixeramobim contam com unidade do AVC, com a próxima a ser instalada, ainda neste ano, no Hospital Regional de Sobral (Zona Norte).

João José adianta um outro dado: mortes por AVC no Estado só estão perdendo para as mortes causadas pela onda de violência.

Blog do Eliomar