Atenção: as imagens contidas no blog são de domínio público e/ou retiradas do Google. Se você, por algum motivo, sentir-se ofendido ou agredido com alguma imagem ou texto postados neste blog, entre em contato e a mesma, se este for o caso, será retirada. Caso a imagem seja sua, avise-me para que eu lhe credite a autoria.CONTATO cratonoticia@gmail.com/WHATSAPP [88] 9 9788 5932

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Mulher é presa por render ladrão e o obriga a ser seu escravo sexual.




Essa é a história de um ladrão que tentou se dar bem e acabou sendo vítima do seu próprio alvo. 
Viktor Jasinski, de 32 anos, invadiu um salão de beleza na cidade de jundia Pr, no Brasi, armado com um revólver para fazer a limpa no caixa. Depois de recolher a grana, ele foi supreendido pela jovem Olga Zajac, de 28 anos, cabeleleira e faixa preta de caratê. 
A loura derrubou o cara no chão, tomou-lhe a arma e amarrou suas mãos com o fio de um secador de cabelos. Mas quem pensa que a história acaba aqui, está muito enganado. Em vez de ligar para a polícia, Olga arrastou Viktor até um quartinho escuro, tirou suas roupas e o obrigou a ser seu escravo sexual durante três dias. 
Depois de usar e abusar do sujeito, para lhe dar uma lição, Olga libertou o cara e ainda disse: “Desapareça da minha vista”. Viktor foi direto para um hospital para tratar de hematomas nos testículos e no pênis. 
À polícia, ele disse que ficou preso por um par de algemas de pelúcia cor de rosa e que neste período foi obrigado a tomar Viagra. Olga foi chamada para depor e confirmou a história: “Esse cara é um idiota! Nós fizemos sexo muitas vezes. 
Mas eu lhe dei uma calça jeans nova, comida e ainda dei dinheiro para que ele fosse embora do meu salão”. Viktor foi preso por roubo e Olga, por tortura e cárcere privado

Fonte: Revista Vip.com

Quadrilha da Cidade de Deus faz vídeo com ameaça a facção rival com direito a granada e fuzil


Uma operação da Polícia Militar conseguiu prender três criminosos que aparecem no vídeo.
Vídeos com ameaças feitas por facção criminosa da Cidade de Deus, em Fortaleza, circulam nas redes sociais nessa semana. Na gravação, é possível observar um grande arsenal de armas.

Um fuzil e até mesmo granadas são exibidas para intimidar o traficante João Presinha, que seria responsável pelo comando do tráfico de drogas no bairro Lagamar.

Nas imagens, os integrantes alegam fazer parte do “2”, sigla que representa a facção criminosa Comando Vermelho (CV). João Presinha faria parte do facção rival Guardiões do Estado. Não é de hoje que traficantes do Lagamar e da Cidade de Deus vivem uma verdadeira guerra pelo controle do tráfico.

Uma operação da Polícia Militar conseguiu prender três criminosos que aparecem no vídeo. Um deles é filho do líder do tráfico de drogas da Cidade de Deus, Rogério Bocão, que se encontra preso desde 2015.

O conflito entre as duas comunidades se agravou recentemente quando um grande tiroteio foi registrado na comunidade Cidade de Deus, após invasão de traficantes do Lagamar.

O tenente Holanda destaca o trabalho da polícia. “Diante dessa tentativa de poder paralelo, o que é que se percebe ? A presença do Estado. Nessa hora não tem onde a viatura não entre, não tem o bandido corajoso. O que você tem é a coragem dos policiais”, relata o policial.



Fonte: Tribuna do Ceará